“Eu pensei que tinha pelo menos 15”: diz padre de 70 anos que abusou de uma menina de 11 anos

"O diabo me fez tropeçar", diz líder religioso que foi encontrado em um carro com uma menor de idade.

0
488

O diabo me fez tropeçar“, diz este religioso que foi encontrado em um carro com uma menor.

O padre italiano Paolo Glaentzer, preso após ser surpreendido quando tentou abusar de uma menina de 11 anos em um carro, ele alegou durante uma entrevista que deu ao jornal Corriere Fiorentino que “o diabo” lhe “fez tropeçar”.

Havia uma simpatia mútua com a menina, quando eu descobri que ela tinha 11 anos de idade … Eu pensei que ela tinha pelo menos 15″, explicou o religioso de 70 anos, que admitiu que “foi uma estupidez da minha parte” dizendo ainda que “sinto muito sobre o que aconteceu“.

“Eu cometi um erro, eu admito, Nosso Senhor vai considerar, Ele é capaz de fazê-lo“, declarou Glaentzer que, apesar de ter vivido “muitas situações que pareciam não ter escapatória“, considera que “talvez este seja uma das piores, tem total confiança em Jesus e Maria.

Este caso se soma a outros escândalos recentes, como as acusações de pedofilia contra o ‘número três’ do Vaticano ou o abuso sofrido por mais de 500 crianças no coro liderado pelo irmão do Papa Bento XVI.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui