Um estudo realizado recentemente pelo Barna Group, nos EUA, tem mostrado que as mulheres tem se tornado a espinha dorsal de um crescente número de igrejas evangélicas. O fato é que as mulheres evangélicas de hoje pode fazer quase tudo, e até mesmo exercer a liderança como os homens em suas igrejas.

O Barna Research Institute revelou que apenas 24% das entrevistadas disseram que, em sua igreja não permite que as mulheres façam parte da equipe pastoral, enquanto 62% disseram que todas as funções pastorais estão disponíveis para as mulheres.

Quatro em cada cinco mulheres entrevistadas concordam que sua igreja “aprecia a liderança feminina tanto como as masculinas” Mais de 70% diz que elas são “a realização de um ministério significativo” na igreja, e 55% “espera aumentar a sua influência”.

O mais intrigante é que quase 75% das mulheres entrevistadas acreditam que “pode e deve fazer mais para servir a Deus”.

David Kinnaman, presidente do Grupo Barna, diz que: “Este estudo contribui para gerar um debate mais profundo sobre o papel das mulheres nas igrejas. Enquanto muitas mulheres estão satisfeitas com suas igrejas, um crescente número de igrejas as impede disso”, disse ele.

O estudo consistiu em uma série de perguntas por telefone, com mulheres com mais de 18 anos, que se identificaram como evangélicas e ter participado de pelo menos um serviço em uma igreja cristã nos últimos meses. A margem de erro é estimada em  4,1 pontos percentuais para mais ou para menos.

Portal Padom

Traduzido e adaptado de Acontecer Cristiano por Portal Padom

Deixe sua opinião