Estudante nigeriana que recusa renunciar a Jesus implora por liberdade

Estudante nigeriana, que foi sequestrada por terroristas Boko Haram, implora por liberdade, mas afirma que não irá negar sua fé em Jesus Cristo.

1
290
Leah Sharibu tem 15 anos de idade, ela se recusa em negar sua fé em Jesus mesmo que isso lhe custe à vida.

Uma estudante cristã nigeriana que permanece em cativeiro porque se recusa a renunciar a Cristo está pedindo ao seu governo que lute por sua libertação.

Leah Sharibu, de 15 anos, é apenas uma das mais de 100 alunas sequestradas pelo Boko Haram de Dapchi Village em 19 de fevereiro.

A maioria das estudantes foi libertada após quatro semanas, mas Sharibu permanece porque ela se recusa a abandonar sua fé cristã.

“Eu sou Leah Sharibu, a garota que foi sequestrada da Escola Técnica de Ciência das Meninas do Governo, Dapchi. Estou pedindo ao governo e às pessoas de boa vontade que me tirem desse problema”, ela diz em uma gravação em sua língua nativa Hausa.

“Estou implorando para que você me trate com compaixão. Estou pedindo ao governo, particularmente ao presidente, que tenha pena de mim e me tire desta situação séria”, disse ela.

Boko Haram enviou a gravação não confirmada para a mídia local na segunda-feira. Autoridades do governo estão trabalhando para confirmar a autenticidade do arquivo de áudio.

“O serviço secreto está analisando a voz. Nossa reação seguirá o resultado da investigação”, disse o porta-voz do presidente Muhammadu Buhari, Garba Shehu, em sua página no Twitter.

“Para o presidente Buhari, nada será poupado em trazer todas as nossas meninas para casa. Ele não descansará até que todas sejam libertadas”, acrescentou.

Seu pai, Sharibu Nathan, confirmou à CNN que era sua filha falando no áudio.

“Eu pensei que ela poderia ter sido morta desde que nos foi dito por aqueles libertados que Boko Haram a manteve, porque ela é uma cristã. Eu só posso imaginar o jeito que eles a teriam tratado”, disse Nathan. “Eu chamei o governo para salvar minha filha. Já se passaram sete meses desde que ela foi levada; acredito que eles possam tirá-la do Boko Haram se quiserem nos ajudar.”

Segundo a UNICEF , o Boko Haram sequestrou mais de 1.000 crianças na Nigéria desde 2013.

O grupo sequestrou notoriamente mais de 100 garotas de um colégio interno em Chibok em 2014.

Até o momento, 93 das garotas Chibok foram libertadas, enquanto mais de 100 delas continuam desaparecidas.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui