O mundo todo comemora a Páscoa em casa com suas famílias neste domingo, incluindo sobreviventes do coronavírus COVID-19, que dizem que a intervenção sobrenatural de Deus salvou suas vidas.

Wood de Genebra – 90 anos

Senhora de 90 anos, testemunha que sentia a presença de Deus e suas mãos em seu corpo lhe consolando enquanto estava no hospital com coronavírus Covid-19.

Antes de o COVID-19 se espalhar pelos EUA, o vírus causou estragos no lar de idosos do Life Care Center em Kirkland, Washington, em fevereiro. Cerca de 35 mortes por coronavírus foram associadas à instalação , mas Geneva Wood, de 90 anos, disse que Deus interveio e salvou sua vida.

Wood estava no Life Care Center se recuperando de um derrame e dias antes de receber alta, a instalação foi bloqueada por causa de um surto de coronavírus. Poucos dias depois do bloqueio, Wood “experimentou uma febre alta”.

“Eu não sabia que tinha o vírus até ter o vírus. Não tinha sintomas antes”, disse Wood à CBN News sobre sua experiência.

estação de notícias local KIRO  informou que Wood estava à beira da morte e os médicos aconselharam sua família a se despedir.

A Wood era mantida em isolamento enquanto lutava contra o vírus, mas sustentava que Deus estava lá com ela.

“Eu podia sentir a presença de Deus. Suas mãos estavam no meu corpo e eu podia sentir a sua presença, e eu acordava e sentia essas mãos e voltava a dormir. Durante a noite, porque eu acordei, não pude ver o rosto dele, mas pude sentir suas mãos e sabia que ele estava comigo e passei a noite toda “, recordou Wood.

“Até que você sinta a presença de Deus e Suas mãos em você, é outra coisa. Se não fosse por Ele, eu não poderia ter feito. E eu não estava sozinha porque Ele estava comigo o tempo todo, “ela testemunhou.

Wood também creditou “um médico especial” que compartilhou as escrituras da Bíblia com ela diariamente.

“No começo, tudo o que eu disse foi o Salmo 23, mas ele lia para mim todas as manhãs”, disse ela.

Após 19 dias no hospital, Woods foi enviada para casa sem coronavírus. Sua família disse que sua recuperação foi nada menos que “milagrosa”. 

Barbara Killiebrew, 60 anos

Barbara Killiebrew, 60 anos, do sul da Geórgia, está comemorando a Páscoa com seus familiares, que ela não pôde ver por semanas depois de colocar um ventilador e quase morrer devido ao vírus. 

“Antes de mais, agradeço a Deus por Jesus, por ele ter salvado minha vida e me dado outra chance, porque duas ou três vezes desisti”, disse Killiebrew à WALB .

“Deus disse que não”, continuou ela.

Killiebrew foi internada pela primeira vez em 18 de março e descobriu alguns dias depois que ela testou positivo para COVID-19.

“Sei que há muitas pessoas em todo o país lutando pela vida, mas Deus é bom e o todo-poderoso me ajudaram. Ele manteve essa jovem aqui para voltar para casa e contar sobre a coroa, COVID-19 “, disse ela.

 Killiebrew sustentou que Deus a trouxe de volta para estar com sua família. 

“Senti em minha mente e em meu coração que estava voltando para eles. Eu estava lutando, estava lutando pela minha vida ”, disse Killiebrew.

Clay Bentley

Clay Bentley, estava a beira da morte com coronavírus COVID-19, quando sentiu Deus soprando em seus pulmões e o fazendo respirar novamente.

Outro homem na Geórgia, Clay Bentley, também compartilhou como Deus interveio milagrosamente em sua recuperação do vírus. Bentley disse que podia sentir Deus se movendo em sua vida no ponto mais crítico durante sua luta.

Ele ficou internado por 12 dias e disse ao correspondente da CBS News David Begnaud que sua condição era tão ruim que os médicos disseram que não havia mais nada que eles pudessem fazer.

Bentley disse à Fox News em outra entrevista que, enquanto o hospital estava pensando em colocá-lo em um respirador, ele experimentou um milagre.

“Eu senti como se tivesse um homem deitado no meu peito e não conseguia respirar”, disse ele. “E o peso desse homem estava me esmagando e eu não conseguia respirar. E, de repente, senti a respiração entrando em mim. Era o Senhor no meu peito. Quando ele respirou dentro de mim, senti o poder de Deus atingido. “

“Eu não conseguia respirar e de repente senti o Senhor. Quero dizer, a presença dele estava lá e senti o ar soprando nos meus pulmões”, disse ele à CBS News . 

Bentley agora volta para casa em quarentena e mal pode esperar para ver seus parentes novamente.

Lee McClelland 

Um vídeo do pastor Lee McClelland, da Ark Church em Belfast, Irlanda do Norte, viralizou nas redes sociais. No vídeo, o pastor descreve estar no hospital com o vírus, onde começou a perder a esperança à medida que sua condição se deteriorava. Ele lembrou que as noites, em particular, eram a pior parte para ele. 

No vídeo, McClelland descreve se sentindo “sozinho” porque ninguém poderia visitá-lo – nem sua família, nem um pastor, ninguém. Ele admitiu estar em um lugar escuro e inseguro de seu destino, e então Deus enviou um limpador para ele.

O faxineiro de hospital tinha sido um missionário na Nigéria por 14 anos e testemunhou todos os milagres que ele viu Deus realizar. Ele também incentivou o pastor que Deus poderia curá-lo também e orou com McClelland de longe. Todos os dias o faxineiro procurava o pastor e, eventualmente, McClelland lhe dava um sinal de positivo quando sua saúde começou a mudar. 

As orações do faxineiro estavam sendo respondidas quando McClelland recuperou o apetite e sua respiração melhorou. Lembrou-se de desejar batatas fritas de camarão e uma coca-cola. No dia seguinte, as orações do pastor McClelland foram respondidas quando o mesmo faxineiro apareceu com um saco de duas laranjas, um pacote de batatas fritas de camarão e uma coca-cola como presente para a igreja. 

O faxineiro disse-lhe que era um “presente do Senhor”.

“Deus é um Deus pessoal”, testemunhou McClelland no vídeo com lágrimas nos olhos. 

Ele disse que embora as pessoas possam pensar que ele é louco, “eu sou louco, louco por Jesus. Deus sabe do que você precisa. Ele é um salvador incrível! ”

O pastor incentivou todos a “nunca subestimarem” Deus.

Kenny Baldwin 

Outro pastor da Virgínia, Kenny Baldwin, ficou doente devido ao novo coronavírus enquanto fazia uma viagem de ministério à Carolina do Norte, compartilhando o que acontecia quando clamava a Deus por “uma chance”. 

O pastor da Crossroads Baptist Church disse à ABC13 que os médicos disseram a ele que as coisas iam piorar “rapidamente ou você vai aguentar e, eventualmente, melhorar, e não sabemos qual será”. 

“Eu estava implorando, Deus, por favor, me dê uma chance. Por favor, me faça passar por isso – revelou Baldwin.

O ministro disse que tudo o que tinha era o Senhor e vislumbrou Deus.

“Eu vi Deus e O experimentei de uma maneira como nunca antes, e Ele me lembrou que Suas promessas são verdadeiras e que Sua palavra permanece e que Ele nunca nos deixa ou nos abandona”, continuou Baldwin.

Juntamente com as orações de pessoas de todos os lugares, o pastor recebeu hidroxicloroquina, que é prescrita para tratar e prevenir a malária e se recuperou completamente.

“Não tenho nada além de elogios por essa droga”, concluiu Baldwin.

Deixe sua opinião