Especialistas alertam que acordo nuclear iraniano pode desencadear tempestade nuclear global

“Isso não está falando de uma ameaça no Oriente Médio. Este é o novo globo. É um mundo totalmente novo. É uma ameaça para a humanidade.

0
53
É um mundo totalmente novo. É uma ameaça para a humanidade.
É um mundo totalmente novo. É uma ameaça para a humanidade.

Após meses de negociações, o acordo nuclear iraniano continua suspenso, aparentemente por causa de um ponto de discórdia importante. Os EUA e o Irã estão em um impasse sobre a remoção do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica do Irã (IRGC) da lista da Organização Terrorista Estrangeira (FTO). 

“O IRGC tem sangue americano em suas mãos e não há nenhuma boa razão para os Estados Unidos sequer considerarem suspender essa designação de FTO”, disse a especialista em Oriente Médio Ellie Cohanim.

Cohanim disse à  CBN News que  o apoio bipartidário no Capitólio está aumentando para manter essa designação em vigor. 

“Você está ouvindo de muitos membros democratas e republicanos do Congresso que manifestaram ao governo Biden que não há uma boa razão para suspender essa designação de FTO”, disse Cohanim. 

Mesmo que essa estipulação permaneça e o acordo seja assinado, cresce a preocupação de que abrirá caminho para a proliferação nuclear no Oriente Médio. 

“Os sauditas já têm acordos com os paquistaneses. Eles financiaram o projeto nuclear paquistanês e estão prontos para adquirir uma arma nuclear. No momento em que este acordo for assinado e eles entenderem que o Irã está se movendo em direção às capacidades nucleares… o que veremos é a proliferação de capacidades nucleares em todo o Oriente Médio”, disse Amir Avivi, do Fórum de Defesa e Segurança de Israel.

Avivi também disse à CBN News que o acordo teria implicações globais.

“Isso não está falando de uma ameaça no Oriente Médio. Este é o novo globo. É um mundo totalmente novo. É uma ameaça para a humanidade. E é por isso que não consigo entender por que a União Européia e este atual governo dos EUA estão pressionando para permitir que esse regime vicioso que chama a América de “Grande Satã” e chama Israel de “Pequeno Satã”, deixe-os ter capacidades nucleares”, disse Avivi. 

Tal como está, o acordo nuclear também promete alívio de sanções que liberariam quase US$ 100 bilhões para o regime iraniano em troca de limites estritos à atividade nuclear do Irã. Avivi e outros acreditam que o dinheiro não apenas financiaria parceiros iranianos na região como o Hezbollah, mas também poderia alcançar aliados mais próximos dos EUA, como a Venezuela, que Avivi chama de Cuba do Irã.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui