Escritor diz que Jesus transformou água em vinho por ternura a sua mãe Maria

Depois de 27 anos e mais de cinco mil páginas escritas, o escritor Juan José Benítez (JJ Benítez) pôs fim a saga “Cavalo de Tróia”, com o episódio “Caná”, um volume que revela, entre outras coisas, o milagre de Jesus de Nazaré, quando ele transformou água em vinho, sendo muito mais dramático do que o relato bíblico.

“A Bíblia relata, do meu ponto de vista, as coisas como elas ocorreram. O milagre das bodas de Caná foi muito mais espetacular do que o que a Escritura diz. Ele não queria transformar água em vinho como nós pensamos, era sua mãe, que começou a chorar, o que fez Jesus sentir ternura e ceder aos desejos de Maria”, disse Benitez em entrevista à agência de notícias espanhola EFE.

“Caná” é o fim de uma coleção que começou em 1984 com “Jerusalém” e foi lido mais de três décadas em mais de 20 milhões de pessoas.

De viagem para mais de quinze países e 14 mil fontes de pesquisa, tem sido usado para escrever o trabalho que tem levantado muitas questões entre os católicos e evangélicos que têm se referido a ela como “uma obra satânica”, e também outros setores que têm em várias ocasiões, acusado de plágio.

“É calúnia, eu nunca tinha plagiado qualquer livro. Quatro acusações foram inapresentaveis, e em seguida um deles se desculpou. É calúnia, eu nunca tinha plagiado qualquer livro. Parece que na Espanha quando você faz um bom livro é porque ele não é seu “, disse o escritor.

Para Benitez, o segredo de seu sucesso continua sendo um mistério: “Talvez seja porque eu relato a história de Jesus de uma forma ortodoxa, com um olhar de ser humano. Na Bíblia, as passagens de sua vida pública estão contadas muito superficial, que vai cansando as pessoas ao ouvir sempre a mesma passagem nas igrejas “

Um Jesus de Nazaré mais próximo misericordioso e  brincalhão é representado pelo jornalista e pesquisador  espanhol em “Cavalo de Tróia”,  “um homem simples que nunca quis ter uma igreja. Essa idéia, foi inventada mais tarde.” relata o escritor.

Portal Padom

Deixe sua opinião