A apresentadora Eliana, do SBT, recentemente foi entrevistada pelo apresentador Marcelo Tas, em seu programa para a internet ‘Tas Ao Vivo’, onde comentou sobre sua carreira e também sobre sua relação com a Rede Record e a Igreja Universal.

eliana-igrejas-evangélicasAo ser questionada se alguma vez ela se sentiu interferida pela força da igreja IURD, ao realizar seu trabalho, já que ela trabalhou durante vários anos, apresentando um programa na Record, que tem como proprietário o bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus.

Eu nunca frequentei a igreja, nunca me impuseram absolutamente nada, nunca fui obrigada a frequentar ou participar. Sempre me respeitaram muito como profissional, até porque quando me convidaram eu já era uma apresentadora conhecida. Fui feliz”, respondeu a apresentadora  onde elogiou a emissora.

Na sequencia, Eliana, criticou as igrejas, afirmando que “elas têm muito dinheiro. Não só a igreja evangélica, mas igreja católica também. E elas tem muito poder, é sabido. Mas, infelizmente, pela religião muitas guerras ainda acontecem no nosso País. Por um lado, se é bom, por outro é um grande mal, infelizmente porque gera uma guerra, gera uma discussão. Muitas mortes já aconteceram, muitas atrocidades já aconteceram [como] na época da inquisição, no mundo inteiro acontece. Esse lado religioso e um pouco fanático um pouco me assusta.”

Sobre a disputa de programas evangélicos na televisão brasileira, a apresentadora disse: “Numero 1 assiste, quem quer. Ir a igreja vai quem quer ou quem precisa. Não tenho uma opinião formada, mas acho desnecessário isso vir a público”, continuou dizendo que “Algumas emissoras aceitam a entrada desses grandes nome da igreja e até se beneficiam disso pra melhorar a sua estrutura artística.”.

Leia também!  Pastor Francis Chan adverte contra a divisão na Igreja

Ela comentou que “o Silvio Santo, por exemplo, é um empresário, é um apresentador, e um artista que não permitiu e não permite, e não vende o seu horário para as igrejas. E que acho de uma maneira muito interessante essa posição dele.”.

E concluiu dizendo que “a guerra de uma maneira geral me aflige um pouco e não acho necessário que isso não esteja exposto”.

Apesar de ter criticado a igreja evangélica, Eliana tem realizado quadros em seus programas, com representantes da música evangélica e até mesmo chegando a se disfarçar de cantora gospel para um de seus quadros.

Assista ao vídeo abaixo e deixe o seu comentário.

Portal Padom

Deixe sua opinião