Imprensa brasileira mente sobre a quantidade de pessoas na Marcha da Família, mas é desmascarada

A agência EFE tem mais de sessenta anos de história e orgulha-se de apresentrar-se como defensores da “imparcialidade, eficiência, credibilidade e rapidez”.

A agência publicou que cerca de 50 MIL pessoas estiveram presentes ontem (1/jun) no evento em Brasília, na Marcha Pela Família, contra o kit gay e PL 122 e contra a ditadura gay que se quer implantar em solo brasileiro.

Ontem os principais órgãos de imprensa brasileiros minimizaram o número de participantes no evento, como sempre fazem em evento cristãos. Cita-se, dentre os vários, apenas dois exemplos:

-o jornal O Globo On Line noticiou que 20 mil estiveram pessoas.

-o Portal Terra reduziu para 10 mil pessoas.

A publicação da EFE vem mais uma vez desmarcarar a imprensa brasileira que tentar empurrar à sociedade, quase que diariamente, os ditames do movimento gay. Preferem a aliança com as mentiras do ativismo, à verdade dos fatos.

É de praxis que a imprensa brasileira sempre trabalhará a favor do ativismo gay. No link a seguir, do Portal G1 (da Globo), pode-se ver 11 fotos do evento realizado no dia 18 de maio, por ativistas gays, em Brasília.

Em contrapartida o mesmo Portal G1, além de informar que somente 20 MIL estiveram presentes, mostra apenas 1 foto.

Nem mesmo a Rede Record e o Portal R7 (ligados a IURD) referiram-se ao evento em Brasília. Uma vergonha. O Portal R7 noticiou o evento dos gays em Brasília, dia 18 de maio.

Abaixo estão duas fotos retiradas pelo pr. Samuel, do Jornal Unidade, do Rio de Janeiro.

Holofote / Portal Padom

Deixe sua opinião