Diretor de festival gay, diz que enviou convite para Marco Feliciano

0
138

O 21º Festival MixBrasil de Cultura da Diversidade, (evento gay), começa hoje na cidade de São Paulo, onde trará mais de 140 filmes do seguimento, sendo que seis deles discutem conflitos de pessoas com sua sexualidade e sua religião.

Marco Feliciano conviteNo mês de maio, os idealizadores do evento LGBT, vincularam um informe publicitário no jornal Folha de S. Paulo, onde convidava o Deputado Federal e pastor evangélico, Marco Feliciano, para que participasse do evento.

Com promessas dos organizadores de que caso Feliciano aceitasse comparecer ao evento não haveria ‘hostilidades’. Na época, o site LGBT Mix Brasil, disse que Feliciano havia confirmado por email aos diretores do festival que aceitava o convite e participaria do evento.

Nesta semana, a Folha divulgou que um dos diretores do evento, André Fischer, teria dito que enviou um convite formal ao deputado que também é presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Camara, para que ele participasse de um debate, no entanto não teria obtido uma resposta do parlamentar.

Por outro lado, o chefe de gabinete do deputado, Talma Bauer, teria dito que não recebeu o referido convite. Resposta esta, que leva a crer que o religioso não comparecerá ao evento.

Mesmo assim o debate entre religião e diversidade sexual aparecerá em alguns dos filmes que serão exibidos.

No filme “Além da Fronteira”, de Michael Mayer, um jovem muçulmano e palestino se apaixona por um israelense. O documentário “Amor Livre ou Morte”, de Macky Alston fala de Gene Robinson, o primeiro gay assumido a se tornar bispo da igreja anglicana.

Também será exibido o documentário “Dê uma Chance a Deus”, sobre o padre jesuíta John McNeill, expulso do sacerdócio pelo Vaticano após escrever sobre espiritualidade gay e liderar o movimento pelos direitos dos gays.

“Estamos fazendo uma ligação entre sexualidade e religião por meio de filmes do mundo todo, esta relação tem sido uma questão importante nos últimos anos”, afirma João Federici, diretor artístico do festival, ao jornal Folha de São Paulo.

Portal Padom

Com informações da Folha

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui