Diante da aprovação do aborto na Colômbia, Bolsonaro renova promessa de proteger as crianças do Brasil

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro ao tomar conhecimento do que está acontecendo na Colômbia, usou as suas redes sociais para renovar o seu compromisso de defender a vida das crianças do Brasil.

0
88
Presidente Bolsonaro com criança no colo. Renova promessa de não aprovar o aborto
Presidente Bolsonaro com criança no colo. Renova promessa de não aprovar o aborto

Na última segunda-feira, 21, a Corte Constitucional da Colômbia tornou-se legal a realização do aborto até 24 semanas de gestação. 

O Supremo Tribunal colombiano realizou um debate durante mais de 8 horas, antes de descriminalizar essa prática covarde contra a vida de uma criança. Com votos de 5 a 4.

Até então, o Código Penal da Colômbia considerava o aborto legal em três casos específicos: estupro ou incesto, malformação fetal que inviabilizasse sua vida, ou quando a continuação da gravidez constituisse um perigo à vida ou à saúde da mulher, atestado por um doutor.

Mas realizar um aborto fora desses três cenários era considerado um crime. Isso mudou: agora é possível abortar até 6 meses de gravidez. Após a 24ª semana de gestação, aplicam-se os três motivos específicos para realizar um aborto legal.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro ao tomar conhecimento do que está acontecendo na Colômbia, usou as suas redes sociais para renovar o seu compromisso de defender a vida das crianças do Brasil.

– Que Deus olhe pelas vidas inocentes das crianças colombianas, agora sujeitas a serem ceifadas com anuência do Estado no ventre de suas mães até o 6° mês de gestação, sem a menor chance de defesa. No que depender de mim, lutarei até o fim para proteger a vida de nossas crianças!

É minha gente, louvado seja a Deus pela vida do presidente Jair Bolsonaro. Que Deus dê sabedoria e coragem para ele defender as crianças.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui