RIO – A Sony Music anunciou a criação de um selo gospel e pretende contratar de 15 a 20 artistas evangélicos, além de criar um catálogo internacional. Em comunicado, a gravadora afirma estar atenta ao “fenômeno” gospel, que arrebata “um enorme contingente de fãs e simpatizantes” em todo o país. Para lucrar com o segmento, o segundo gênero musical mais vendido no Brasil, foi contratado o executivo Maurício Soares, que tem larga experiência no segmento e passagens pelos selos MK Publicitá, Line Records e Graça Music, que distribuem artistas evangélicos. “Queremos unir o que há de bom na música gospel com a expertise profissional da Sony Music. Creio que em pouco tempo o mercado irá perceber as grandes transformações desta nova filosofia de trabalho”, disse o executivo. Não foram anunciados, no entanto, nomes que a gravadora pretende contratar.

O Globo / Padom

Deixe sua opinião