Cubanos protestam contra o fim do regime comunista em Cuba. Bolsonaro profetiza dias melhores aos cubanos.
Cubanos protestam contra o fim do regime comunista em Cuba. Bolsonaro profetiza dias melhores aos cubanos.

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

No que alguns estão chamando de a maior manifestação em massa dos últimos 50 anos, milhares de cubanos inundaram as ruas no domingo em protesto contra o regime comunista opressor do país.

O que está acontecendo em Cuba?

Manifestantes em dezenas de cidades – de San Antonio de los Baños a Palma Soriano e a capital do país, Havana – gritaram “Liberdade!” e “Estado Livre!” enquanto marchavam contra a falida ditadura comunista do país.

“As pessoas estão morrendo de fome!” uma mulher gritou durante uma manifestação em Artemisa. “Nossos filhos estão morrendo de fome!” Ainda outros gritaram : “Não temos medo!”

Em pelo menos um vídeo amplamente divulgado nas redes sociais, os manifestantes podem ser vistos carregando e agitando a bandeira americana enquanto gritavam por liberdade.

Refletindo sobre o vídeo, o estrategista de mídia conservador e ex-redator do TheBlaze Giancarlo Sopo escreveu: “Isso é profundamente comovente. Veja como os cubanos agitam a bandeira americana enquanto marcha contra a ditadura comunista de 62 anos da ilha nas ruas de Havana”.

“Nunca se esqueça do que a América representa para milhões em todo o mundo”, acrescentou.

Vários outros comentaristas das redes sociais também notaram como o povo cubano – que experimentou em primeira mão a perseguição que o comunismo traz – ainda vê a bandeira americana como um símbolo de esperança e liberdade.

Ainda assim, infelizmente, na América e em grande parte dentro do Partido Democrata, há muitos que veem a bandeira de maneira muito diferente. Eles têm alguns para ver isso como uma representação da opressão e da supremacia branca.

O que mais isso representa ao regime comunista cubano?

Os protestos em massa espontâneos foram considerados chocantes para muitos, já que o regime comunista em Cuba é conhecido por reprimir vigorosamente os dissidentes.

Mas, com base em fotos e vídeos publicados nas redes sociais, em muitas áreas o tamanho da multidão sobrecarregou a polícia . Em uma cidade, os manifestantes pareciam invadir e assumir o controle de um escritório local do partido comunista.

O senador republicano da Flórida, Marco Rubio, filho de imigrantes cubanos, alertou que o regime comunista provavelmente vai desligar a internet e o serviço de telefonia celular no país em resposta aos comícios pela liberdade.

Ele também solicitou no Twitter que o presidente Joe Biden e o secretário de Estado Antony Blinken pedissem aos militares cubanos que não atirassem nos manifestantes.

Em uma declaração obtida pelo grupo de notícias McClatchy, Biden teria expressado apoio ao povo cubano.

“Estamos ao lado do povo cubano e de seu clamor por liberdade e alívio das trágicas garras da pandemia e das décadas de repressão e sofrimento econômico a que foi submetido pelo regime autoritário de Cuba”, disse o presidente.

Dias melhores virão ao povo de Cuba, diz Presidente Jair Bolsonaro

Já o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, prestou a solidariedade ao povo cubano no final da tarde desta quarta-feira,12, atraves de suas redes sociais, exaltando a coragem do povo que tem clamado o fim da ditadura cruel, que vendo para o mundo a ilusão do paraíso socialista. Bolsonaro desejou dias melhores para a população de Cuba.

“- Todo apoio e solidariedade ao povo cubano, que hoje corajosamente pede o fim de uma ditadura cruel que por décadas massacra a sua liberdade enquanto vende pro mundo a ilusão do paraíso socialista. Que a democracia floresça em Cuba e traga dias melhores ao seu povo!”, escreveu Jair Bolsonaro.

Deixe sua opinião