cristã-cristãos-igreja-oram-síriaTal como os sírios se preparam para um possível ataque militar dos EUA, muitos cristãos do país estão orando para uma intervenção divina.

Dizem que a ação militar contra o regime de Assad somente trará maior dificuldade e sofrimento e que estão pedindo os cristãos de todo o mundo a orar para que Deus intervenha levando a paz para a sua nação. Eles acreditam que as orações coletivas dos cristãos de todo o mundo poderiam investir uma escalada do conflito.

Um pastor sírio que reside nos Estados Unidos e que viaja constantemente a esta nação, disse que “os cristãos vivem entre o medo agora na Síria. Sabemos o que pode acontecer e vemos as consequências de tal ação dos EUA e da OTAN, que será a destruição dos cristãos no Oriente Médio e particularmente na Síria.”

Por razões de segurança, pediu para preservar seu anonimato, não apenas pela sua proteção, mas também por parte de outros cristãos sírios de possíveis represálias por parte de islamitas.

Eles consideram que qualquer ataque militar dos Estados Unidos somente fortalecerá os islamitas que já tem atacado os cristãos.

Uma vez que a OTAN impacte a Síria, significara que vão enfraquecer a estrutura e o sistema da Síria será destruído, significando que continuará a lei da Sharia (islâmica), e essa lei é contra a existência do cristianismo nessa parte do mundo”, disse ele.

Os islamitas têm obrigado muitos cristãos a deixar o país. Outros foram mortos e sequestrados e as igrejas destruídas.

Embora que muitos cristãos sírios sentem que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, os tenha abandonado, eles sabem que Deus não tem feito isso.

“Sabemos que Deus nos tem dado promessas de que vai proteger a comunidade cristã na Síria e a nossa confiança não esta em nenhum poder e em nenhum regime, nem nos EUA, ninguém mais. Estamos confiando no que o mesmo Deus, vê e escuta o clamor dos cristãos”, disse o pastor.

E é por isso que é crucial que os cristãos orem por seus irmãos sírios e irmãs em Cristo, diz o pregador, porque isso é mais do que uma batalha pela sobrevivência da Igreja Síria.

Esta é uma batalha entre Jesus Cristo e o mesmo inimigo, e o que esta acontecendo com os cristãos no Oriente Médio vai acontecer com o tempo a muitos cristãos em todo o mundo em especial no Ocidente“.

Os cristãos sírios oram, mas eles sabem que o resultado não está nas mãos de Bashar al-Assad, ou aqueles que se opõem a ele.

Deus não vai trabalhar para a agenda de ninguém. Deus vai fazer por sua própria agenda e propósito de crescimento do Reino de Deus“.

Portal Padom

Deixe sua opinião