Noticias gospel Um movimento cristão de todo o mundo, se manifestou na sede da ONU, em apoio aos direitos dos judeus ao Monte do Templo.

Trata-se do Cry For Zion, que na última festa judaica do Sucot (Festa dos Tabernáculos), organizou uma manifestação na sede da ONU em Jerusalém, apoiando os diretos dos judeus em orar no local sagrado.

Em meio a pressão internacional para manter maior no Monte do Templo, o movimento se manifestou em favor da mudança do status do monte. O status, mantido desde que Israel recuperou os lados ocidental e oriental de Jerusalém em 1967, concede autoridade sobre o Monte do Templo ao Waqf muçulmana, que chama o lugar de esplanada das mesquitas.

noticias-gospel-monte-do-temploOs judeus e os cristãos estão autorizados visitar o local, mas estão proibidos de orar ou exibir qualquer símbolo religioso. O grupo cristão mencionou várias vezes o versículo de 1 Reis 18:39 “O Senhor é Deus! O Senhor é Deus!” e “Shemá Israel” ou seja (Ouve, ó Israel).

Nem a ONU, nem os centros de direito internacional podem reivindicar o papel que corresponde a Jerusalém e o Monte do Templo“, disse Lars Enarson, um dos fundadores da organização cristã, e fez referência à passagem bíblica de Isaías 2:3 4: “Porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor

O Monte do Templo é um lugar sagrado para os muçulmanos, cristãos e judeus, é também um dos lugares mais disputados do mundo.

Uma organização judaica está promovendo a construção do Terceiro Templo no lugar, por isso estão trabalhando sobre nos preparativos para os utensílios para o futuro templo.

“É maravilho ver que cada vez mais os cristãos estão entendendo a urgência e a necessidade de se levantar em nome do Monte do Templo“, disse o rabino Yehuda Glick.

Portal Padom

 

Deixe sua opinião