Cristãos não devem converter os judeus, diz o Vaticano

0
176

Noticias gospel“Um cristão nunca pode ser um antissemita, especialmente pelas raízes judaicas do cristianismo“, disse um novo documento emitido pelo Vaticano. Esta é a primeira vez que a Igreja católica rejeita oficialmente tentativas de converter os judeus. Ela também enfatizou que os católicos devem ser particularmente sensíveis ao significado do Holocausto para os judeus.

O documento enfatiza ainda que os católicos ‘não devem tentar converter os judeus, mas devem trabalhar com eles para combater o antissemitismo’. “O cristianismo e Judaísmo são entrelaçadas e Deus nunca revogou sua aliança com o povo judeu“, disse o documento da Comissão para as Relações Religiosas com os Judeus da Santa Sé.

A Igreja Católica está assim obrigada a ver a evangelização de judeus, que acreditam no Deus único, de uma maneira diferente daquela de pessoas de outras religiões e visões de mundo“, diz o texto, que também enfatizou que os católicos devem ser particularmente sensíveis ao significado do Holocausto para judeus e prometeu fazer “tudo o possível para repelir as tendências antissemitas”.

Este documento coincidiu com o 50º aniversário de uma declaração do Vaticano que repudiou o conceito de culpa coletiva dos judeus pela morte de Jesus e lançou um diálogo teológico que tem sido rejeitado pelos tradicionalistas.

Um importante oficial do Vaticano disse: “Em termos concretos, isto significa que a Igreja Católica não leva ninguém a apoiar a nenhuma missão institucional específica dirigido contra os judeus“. Ele acrescentou que há “uma rejeição da missão judaica institucionalizada“, que visa a conversão.

Portal Padom

Deixe sua opinião