Cristãos na Síria estão enfrentando o terror e a fome

0
106

Siriaguerra2_LG À medida que a guerra civil na Síria tem atingido ‘níveis sem precedentes de terror’, segundo a ONU, os cristãos estão sendo forçados a fugir de suas casas para escapar da violência do conflito, sendo isto como uma última opção.

Um dos piores ataques no país há menos de duas semanas, mais de 100 pessoas foram encontradas mortas perto da cidade de Homs, de população cristã. Testemunhas culparam o fato de que as forças leais do presidente Assad, que supostamente mataram os civis, por considerar que estavam abrigando ou ajudando soldados rebeldes.

Os cristãos compõem cerca de 10% da população de maioria muçulmana no país, e apesar de ter tentado ficar de fora do conflito, são obrigados a abandonar suas casas por causa dos rebeldes e leais. Os cristãos devem enfrentar a fome e falta de cuidados médicos e fugirem para os países vizinhos como o Líbano.

Aqueles que permanecem, no entanto, veem suas igrejas sendo queimadas e seus sacerdotes assassinado, e tem poucos meios para se proteger. Enquanto muitos outros grupos sectários formam milícias e fisicamente lutam contra a violência. Segundo o Sky News, os seguidores de Cristo na Síria são predominantemente comerciantes e não tem onde poderem se esconder.

O enviado de paz, Lakhdar Brahimi disse aos membros do Conselho de Segurança da ONU na terça-feira, que “os níveis de terror são sem precedentes” e que não ha um fim claro para o conflito.

Portal Padom

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui