JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Noticias Gospel – Os habitantes da Faixa de Gaza estão lutando para lidar com a devastação que tem provocado o conflito israelense-palestino. Em uma das regiões mais afetadas da cidade, uma cristã palestina foi uma das vitimas fatal.

Depois de um ataque aéreo israelense, a mãe do cristão palestino Antoine Ayyad morreu e sua casa foi destruída. Três dias após o ataque voltou para o que restou de sua casa, tentando procurar entre os destroços o que tinha sido poupado.

“Eu ainda posso sentir o cheiro! Esta é suas roupas encharcadas de sangue. Este é um pedaço de seu cabelo queimado”, disse à CBN News.

“No domingo, minha mãe tornou-se a primeira cristã que morreu na guerra na Faixa de Gaza”, disse Ayad.

Ayyad disse que sua mãe estava para ir à igreja, carregando uma cruz em sua mão, quando um míssil atingiu sua casa.

“O muro desabou sobre o seu corpo e cortou as pernas. Em um canto da casa meu irmão foi gravemente ferido e meu pai estava na cobertura, mas graças a Deus sobreviveu”, disse Ayad.

Vários edifícios ao redor da casa foram danificados ligeiramente.

“Somos uma família normal, que nunca esteve envolvida em política ou qualquer coisa controversa  contra o Hamas ou Israel”, disse ele.

Antoine disse à CBN News que ele não tem certeza por que os israelenses atacaram sua casa, mas as suspeitas são de que no momento tinha um importante líder do Hamas no bairro.

Antoine não quis confirmar ou negar esta possibilidade na câmara. Mas extraoficialmente disse à CBN News que ele está preocupado pelo rumo de sua pequena cidade, no Mediterrâneo, que já foi o lar de uma comunidade cristã florescente.

Agora menos de 2.000 cristãos vivem em Gaza. A maioria dos residentes é muçulmanos sunitas.

Por enquanto, os céus da cidade de Gaza estão enfumaçados, enquanto Israel intensifica sua ofensiva no território palestino.

Alguns meios de comunicação importantes estão inclinados apenas em informar sobre o conflito palestino-israelense, as taxas de mortalidade dos habitantes da Faixa de Gaza.

Mas, não tem informado que o grupo terrorista Hamas vem utilizando suas próprias crianças e outros civis como escudo humano nas escolas e mesquitas onde escondem as suas armas e foguetes que serão usados contra civis israelenses.

Portal Padom

Deixe sua opinião