Crianças arriscam suas vidas para fugir da Coreia do Norte

1
184

De acordo com um comunicado da China, um menino de 13 anos de idade, da Coreia do Norte foi recentemente encontrado escondido nas montanhas que tem temperaturas congelantes. O menino conseguiu escapar de seu país cruzando a fronteira.

Lamentavelmente o menino teve que ter seus pés amputados, devido ao congelamento grave que sofreu, mas agora esta em um lugar seguro.

Segundo a organização, que apoia os cristãos perseguidos em todo o mundo, as autoridades chinesas estão intensificando seus esforços de repatriar os seus desertores, incluindo as crianças. Como resultado, muitos deles se escondem em vez de enfrentar a possibilidade de serem devolvidos para a Coreia do Norte.

A segurança foi reforçada ao longo da fronteira entre a Coreia e a China desde a morte de Kim Jong II, com isso os riscos dos norte-coreanos que tentam fugir de seu país têm aumentado drasticamente.

“Nossa preocupação é que as autoridades chinesas e da Coreia do Norte, estejam trabalhando juntos para tentar erradicar as redes que fornecem apoio aos refugiados que fogem da China.”, disse Andy Dipper, diretor executivo da Release International.

“Tememos que vá redobrar os seus esforços a partir do dia 15 de abril, que é o 100º aniversário de nascimento de Kim II Sung. Juntamente com muitos outros, fazemos um chamado a China para que abandone sua política cruel de deportação de pessoas e crianças que são verdadeiros refugiados.”

Uma petição assinada por 52.000 pessoas foi recentemente apresentada pela organização para a embaixada da Coreia do Norte em Londres, onde se apela ao novo líder Kim Jong-un para que pare com a perseguição contra os cristãos.

“Por causa de sua fé, os cristãos são detidos nos campos, brutalmente torturado e afastados da sociedade”, disse Dipper, notando que “muitos são forçados a fugir do seu país para evitar a terrível perseguição e opressão”.

Portal Padom

Com informações Christian Today

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui