Matt Groening, o célebre criador de “Os Simpsons“, falou contra a obsessão atual de substituir os dubladores brancos que interpretam personagens não-brancos no programa.

Groening falou à BBC sobre a recente decisão de substituir o dublador branco por um personagem negro.

“Os tempos mudam”, disse ele, “mas na verdade não tive problemas com a maneira como estávamos fazendo isso. Todos os nossos atores interpretam dezenas de personagens cada um. Nunca foi projetado para excluir ninguém.”

Grande parte da polêmica começou quando um dos personagens da animação, Apu Nahasapeemapetilon, foi criticado por ser um retrato negativo de pessoas do Sul da Ásia.

Groening primeiro defendeu o personagem, dizendo: “Nós amamos Apu. Estamos orgulhosos de Apu”, mas o show mais tarde decidiu eliminá-lo e então anunciou que os dubladores brancos não estariam mais interpretando personagens não-brancos.

O último personagem a receber tratamento policial do PC foi o Dr. Hibbert, um médico negro dublado pelo favorito dos fãs, Harry Shearer, que é branco. O programa anunciou que substituiria Shearer por um dublador negro.

Shearer criticou a decisão, dizendo : “Tenho uma crença muito simples sobre atuar. O trabalho do ator é interpretar alguém que ele não é.”

Embora Groening tenha ecoado esses sentimentos, ele também reconheceu que não havia solução para agradar a todos.

“A certa altura não importa o que você diga. Você vai ser atacado por quem quer que seja, sabe?” ele perguntou.

“Não vamos nos esforçar para confortar os fanáticos”, acrescentou. “Por outro lado, se você fizer algum tipo de gesto e as pessoas perceberem uma fraqueza, você será criticado.”

Groening também concordou com seus críticos de que existe um problema com a discriminação.

“A intolerância e o racismo ainda são um problema incrível e é bom finalmente buscar mais igualdade e representação”, disse ele.

Groening está trabalhando em seu terceiro programa, “(Des)encanto”, que está em sua terceira temporada na Netflix.

Os Simpsons lançam episódio onde apoiam abertamente a homossexualidade

No episódio, intitulado “The Burns Cage” (A Gaiola de Burns), que foi exibido nos Estados Unidos e em breve será exibido no Brasil, Smithers percebe que seus sentimentos pelo senhor Burns não são correspondidos. Homer, em seguida tenta ajudar o Smithers a encontrar um amor utilizando a maior rede social gay do mundo, a Grindr. (Saiba mais)

Deixe sua opinião