(II Reis 5:20b) – porém, vive o SENHOR que hei de correr atrás dele, e receber dele alguma coisa.

O profeta Eliseu foi usado por Deus para curar o general Naamã de sua lepra e após ser curado, Naamã foi até a presença de Eliseu levando ouro, prata e roupas finas a fim de “recompensá-lo” por sua cura, o que não aceitou o profeta. A recusa de Eliseu nos dá a visão do caráter desse servo de Deus. Ao recusar os “presentes” Eliseu deixa claro que a sua relação com Deus não era baseada no princípio da barganha, mas no princípio da soberania de Deus.

Seu servo Geazi ao ver sua atitude, achou que poderia facilmente lucrar, externalizando o seu verdadeiro caráter. Resolveu correr atrás de Naamã e através de uma mentira tomar para si os presentes que estavam com Naamã.

Ao voltar à presença de Eliseu, o mesmo lhe perguntou onde ele esteve e mais uma vez ele mentiu. Só que dessa vez para o homem de Deus, tentando ocultar o que fizera, e trouxe para si uma conseqüência terrível e que alcançou toda a sua descendência.

A história de Geazi é um exemplo vivo de como podemos comprometer um futuro promissor, uma vida de compromisso com Deus, uma vida de benção, uma vida de grandes realizações.

Muitas vezes as oportunidades se apresentam para nós por um mover de Deus e não conseguimos enxergar a dimensão de tal oportunidade. Jogamos fora como um pedaço de papel lançado ao vento e que nunca mais retorna a nossas mãos

Geazi estava ao lado de um grande profeta, de um homem que tinha compromisso com Deus, que tinha fidelidade e intimidade com Deus. Ele já tinha presenciado o que Deus fizera através da vida do profeta como, por exemplo, as águas de Jericó que eram más tornando a terra estéril e por uma palavra do profeta tornaram-se águas saudáveis, a multiplicação do azeite da viúva que impediu a escravidão de seus filhos, a ressurreição do filho da sunamita e a morte na panela que foi tirada proveniente de ervas que eram desconhecidas e que foram retiradas pelo próprio Geazi ao preparar uma refeição.

Geazi tinha a oportunidade de realizar grandes coisas para Deus e de deixar o seu nome marcado para sempre na história.

Você também pode realizar grandes coisas para Deus amado (a) do Senhor. Você pode deixar o seu nome marcado para sempre na história.

Mas Geazi teve algumas atitudes que o levaram a chegar a lugar nenhum e que podem também fazer o mesmo com você.

1ª. PENSOU QUE “TER” ERA MAIS IMPORTANTE DO QUE “SER” (v. 20)
Hoje em dia vemos muitas distorções no meio evangélico levando as pessoas a pensarem que a questão de “ter” o máximo de benefícios materiais é sinal de uma vida de felicidade. Somos empurrados pela teologia da prosperidade acrescentando-se a isso um sincretismo religioso que desvia o foco dos “santos” da visão do Reino de Deus.

Leia também!  Pergunte ao Pastor - Qual é o significado de demônios saindo da coberta e marido se transformando em uma “mulher” manifestada?

É um verdadeiro “vale tudo” para “ter” casa, carros, joias, casas de praia, roupas finas de grife, status social, fama, sucesso, poder.

Mas Mateus 6:19 diz: Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;

(Mateus 6:20) – Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.

Essas palavras são de Jesus após a oração do Pai Nosso. Agora como é que começa o Pai Nosso?

– Pai nosso que estás nos céus;

– Santificado seja o teu nome;

– Venha a nós o Teu Reino;

– Seja feita a vossa vontade;

– Assim na Terra como no Céu;

– O pão nosso de cada dia nos dai hoje…

Veja a escala de importância que devemos ter como prioridade:

1º. Santificar

2º. O Reino

3º. A vontade Dele

4º. Assim como é no céu também deve ser na Terra

5º. O pão nosso

Isso não significa que devemos abrir mão de todas as bênçãos materiais dessa vida porque elas são para todos aqueles que querem e obedecem a Deus.

Isaías 1:19 – “Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.”

O problema não está em querer ter, mas sim em colocar o “ter” como prioridade ao invés do “ser”.

O equilíbrio em lidar com as bênçãos materiais passa primeiro em “ser” uma pessoa de caráter reto, uma pessoa íntegra, uma pessoa honesta, uma pessoa respeitada, uma pessoa confiável, uma pessoa sincera, uma pessoa amiga, um adorador, um intercessor, um (a) servo (a) de Deus, alguém compromissado com Deus, alguém fiel a Deus, alguém com intimidade com Deus, alguém obediente a Deus.

Corremos diariamente o risco de pensarmos como Geazi, que o mais importante é ter ouro, prata e roupas finas, do que ser “irrepreensível e sincero no meio de uma geração corrompida e perversa” como está em Filipenses 2:15 e de ter aliança com Deus.

Jesus lidou com essa tentação quando o Diabo o levou ao alto de um monte e, mostrando-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles, em (Mateus 4:8 e 9) disse-lhe: “Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares”.  E Jesus respondeu: “Ao Senhor teu Deus adorarás e só a Ele servirás.” Não importa o prejuízo financeiro e material que isso possa trazer, primeiro devemos buscar o Reino e a Sua justiça (Mateus 6:33).

A Bíblia diz que é o amor ao dinheiro que é a raiz de todos males e não “o dinheiro” em si. E é por isso que muitos cristãos trazem sofrimentos terríveis para suas vidas! (I Timóteo 6:10).

2a. SAIU DO LADO DO HOMEM DE DEUS (ELISEU)

Sua atitude de sair do lado do homem de Deus e ir em direção aos “presentes” do mundo comprometeram a sua trajetória. Nosso futuro pode ser comprometido não por Deus, mas por nós mesmos ao tomarmos atitudes contrárias ao propósito Dele para nossa vida. Geazi demonstrou com isso que a sua prioridade não era de servir a Deus, muito menos de estar debaixo da autoridade espiritual, e nem de estar aliançado, mas de algum benefício egoísta e individual. Geazi decidiu correr atrás de Naamã e quem corre atrás de Naamã, nunca chegará à frente, no propósito de Deus para sua vida.

Leia também!  Homem invade igreja em Dourados após ser esfaqueado três vezes

Quem corre atrás de Naamã, corre atrás da benção e não do abençoador, corre atrás do mundo, atrás de ilusão, atrás de algo que não lhe pertence, atrás do que é passageiro.

O que Geazi fez e que muitos hoje em dia fazem é correr na contramão da visão de Deus para suas vidas. Quem corre na contramão de Deus, corre sem direção, para não conquistar, para não consolidar, PARA NÃO CHEGAR!

3a. QUIS TOMAR PARA SI AQUILO QUE NÃO LHE PERTENCIA

Geazi correu atrás para tomar algo de Naamã e quem quer tomar algo, na verdade quer ter algo que não é seu, mas de alguém.

Se o ouro, a prata e as roupas fossem para pertencer a alguém seriam de Deus e não dele.

Muitas pessoas estão correndo atrás de outras tentando tomar aquilo que não lhes pertence e usando o nome de Deus para suas más intenções tomando riquezas, fama, poder, sucesso, unção de Deus, intimidade com Deus, fidelidade à Deus, revelação de Deus.

Cada um tem seus bens, tem uma unção, uma intimidade, fidelidade, um compromisso, uma revelação. E isso não é tomado, isso é conquistado. E essa conquista vem através de uma atitude de buscar e não de tomar.

E que busca é essa?

(Mateus 6:33) – Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Quando entendemos que a nossa primícia deve ser buscar a Deus acima de todas as coisas, todas as nossas necessidades são supridas. Porque quem vai buscar alguma coisa busca algo que já lhe pertence.

O Reino de Deus é para você! Busque, busque, busque…

4a. USOU A MENTIRA COMO FERRAMENTA PARA SEUS OBJETIVOS

Geazi utilizou a mentira como ferramenta para construir um sonho. Mas quem usa a mentira como ferramenta constrói apenas pesadelo.

Geazi mentiu para Naamã e podemos dizer que Naamã representava o mundo com sua materialidade. Geazi disse: “Hei de correr atrás dele e receberei dele alguma coisa.” (Vers.20) Quem mente para o mundo pode até conseguir um pouco de ouro, prata e roupas finas, mas a conta do mundo chega. Isso é passageiro!

Podemos constatar isso através dos escândalos no nosso País e na sociedade em geral.

Só que Geazi cometeu um erro maior e que determinou o fim trágico da sua história. Geazi mentiu para Deus.

Leia também!  O que não é a santificação

Eliseu perguntou: “Donde vens, Geazi?” E respondeu ele: “Teu servo não foi à parte alguma.” (Vers.25)

E Eliseu disse: “Por ventura não fui contigo em Espírito…”

(Provérbios 15:3) – Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons.

(Salmos 101:7) – O que usa de engano não ficará dentro da minha casa; o que fala mentiras não estará firme perante os meus olhos.

Geazi teve a oportunidade de se arrepender, de reconhecer o seu erro e pedir perdão, mas ele escolheu o caminho mais fácil, ele escolheu um atalho, o da mentira.

Quem escolhe um atalho corre o risco de se perder do caminho original.

Antes de chegar a esse episódio, um episódio anterior já contrastava as atitudes de Geazi como, por exemplo, na passagem da sunamita.

Veja as atitudes de Eliseu em comparação as de Geazi. II Reis 4.17:37

Eliseu disse:

  • “Vai tudo bem contigo, teu marido e com teu filho?”  (Demonstrou amor ao próximo)
  • “A sua alma está em amargura e o Senhor não me revelou.” (Teve humildade para reconhecer a soberania de Deus)
  • “Toma o meu bordão” (Compartilhou o poder que Deus havia lhe dado)

Geazi:

  • “Tentou arranca-la dos pés do profeta” (Mostrou-se insensivel a dor do outro)
  • “Passou adiante deles” (Foi soberbo ao querer tomar para si a gloria do milagre)
  • “Não houve no menino nem voz e nem sinal de vida” (Não tinha unção de Deus para tal)

Deus não permitiu que o milagre acontecesse por intermédio de Geazi porque conhecia o seu coração e sabia o que ele faria mais a frente.

As atitudes de Geazi determinaram o seu fracasso.

Geazi comprometeu toda sua vida por ir na contramão de Deus, na contramão da visão do Reino. E não comprometeu somente a sua vida, mas a vida de toda sua descendência porque todos os descendentes de Geazi nasceram leprosos. (II Rs.5.27)

Não torne a sua vida “leprosa” por conta de suas escolhas.

Não torne a sua vida “leprosa” por causa de mentiras.

Não torne a sua vida “leprosa” por causa do egoísmo.

Não torne a sua vida “leprosa” por causa dos seus desejos.

Você tem o direito de fazer suas escolhas. Só não tem direito de escolher as suas conseqüências.

Geazi não chegou aonde Deus queria por sua inconseqüência.

Quem corre atrás nunca chegará à frente.

Quem corre em segundo nunca chegará em primeiro.

Prossiga para o alvo, prossiga para Cristo, com Cristo e por Cristo e você alcançará tudo o que deseja.

(Filipenses 3:14) – Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

Prossiga para chegar!

Nele, por Ele, para Ele.

Pr. André Lepre

Portal Padom

Deixe sua opinião