Muitos de nós provavelmente já oramos para que o coronavírus “passasse” sobre nossas casas, famílias e entes queridos. Foi o sangue de um cordeiro que fez com que o anjo da morte continuasse passando pelas portas hebraicas. O sangue de Jesus Cristo, ao qual a Páscoa apontava, que realiza muito mais.

Isaías previu a incrível eficácia do sacrifício de Jesus na cruz. No capítulo 53:4-6, o profeta explicou

“Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças; contudo nós o consideramos castigado por Deus, por Deus atingido e afligido.  Mas ele foi traspassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados.  Todos nós, como ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós.”

O que o sangue de Jesus realizou

Jesus suportou os espigões cravados nas mãos e nos pés e a morte humilhante na cruz para nossa cura e redenção. Ele levou nosso pecado, dor e sofrimento para que pudéssemos ser inteiros em espírito, alma e corpo.

A integridade vem ao concordar com Deus sobre quem somos em Cristo e escolher sair do fruto do Espírito ( Gálatas 5: 22-23 ). Se, por exemplo, escolhermos o amor em vez de insultos, teremos que mudar de idéia sobre insultar os outros – isso é chamado arrependimento.

Olhando para o sangue

Alguns podem dizer que o coronavírus é um julgamento sobre o mundo inteiro pelo pecado. Eu não sei. Mas à medida que a Páscoa se aproxima, não consigo deixar de lembrar que foi o meu pecado que enviou Jesus à cruz. Jesus foi transpassado e esmagado pelas minhas transgressões e esmagado pelas minhas iniqüidades. Preciso me arrepender pelo meu próprio pecado, conforme as Escrituras e o Espírito Santo me revelam. Mas o sangue dele me lavou. Eu sou uma nova criação aprendendo a viver como uma nova criação em Cristo. Eu olhei para o sangue dele no dia em que ele me salvou do reino das trevas.

Agora, os cientistas estão olhando para o sangue dos sobreviventes do coronavírus COVID-19 em busca de anticorpos para combater a doença. Há cura no sangue. Primeiro e acima de tudo, no sangue de Jesus. Vamos suplicar o sangue de Jesus sobre nós e nossos lares. Podemos nos arrepender de nossos pecados e agradecer o perdão de Jesus.

Não importa o que aconteça, estamos seguros sob o sangue de Jesus!

por: DIANA LIPPS

traduzido e adaptado por: Pb. Thiago D.F. de Lima

Deixe sua opinião