casamento-tradicional-euaGrupos de conservadores do Senado americano, sem mobilizaram em torno de um projeto da Câmara, para proteger os valores religiosos que defendem o casamento tradicional.

Diante disso ativistas que apoiam o casamento gay asseguram que essas medidas são para proteger os discriminadores, indivíduos e organizações não lucrativas.

Mais de 60 membros da Câmara, em sua maioria republicanos, deram seu apoio a esta iniciativa chamada Lei da Liberdade Religiosa e do Casamento, ao qual foi introduzida pelo deputado republicano, Raúl Labrador de Idaho.

Este projeto de lei afirma a importância da crença do casamento natural ao qual deve ser tratado com tolerância e respeito pelo governo federal“, disse Daivd Christense, vice-presidente de assuntos governamentais no Conselho de Investigação da Família, que está promovendo o projeto de lei.

Esta medida surge como uma alternativa para proteção do casamento tradicional, após a Corte Suprema, deixar sem validade grande parte da Lei de Defesa do Casamento, que proibia o reconhecimento de uniões entre pessoas do mesmo sexo.

A Organização Nacional para o Casamento, Enfoque a Família, A Comissão de Ética e Liberdade Religiosa da Convenção Batista do Sul, a Conferencia dos Bispos Católicos dos EUA, também forneceram seu apoio à iniciativa do deputado congressista Labrador.

Uma descrição do projeto realizada pelos bispos se refere ao ‘um numero crescente de denuncias contra indivíduos e organizações que mantém tais crenças e se encontram na mira dos governos estatais’. Entre eles se referiu ao caso de uma fotógrafa condenada pela Suprema Corte do Novo México, por negar-se fotografar em um casamento gay.

Portal Padom

Deixe sua opinião