Conheça as 5 profecias bíblicas cumpridas em 2017 e as 5 que serão cumpridas em 2018

"Certamente o Senhor DEUS não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas". - Amós 3:7

11927

Em 2017, fomos capazes de testemunhar diferentes eventos “notáveis” ou “sem precedentes”. A inauguração presidencial de Donald Trump e seu último anúncio de que ele vê Jerusalém como a eterna capital do povo judeu são considerados pelos crentes como sinais proféticos de que o mundo está cada vez mais próximo da área messiânica. 

O jornal Breaking Israel News, fez uma análise desses momentos proféticos e sugere cinco outras profecias que poderiam ser cumpridas neste ano de 2018.

“Certamente o Senhor DEUS não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas”. – Amós 3:7

5 profecias bíblicas cumpridas em 2017

 

  1. Jerusalém como local de encontro para os não-judeus

“E acontecerá que, todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorar o Rei, o Senhor dos Exércitos, e para celebrarem a festa dos tabernáculos”.Zacarias 14:16

Em 2017, Jerusalém tornou-se um lugar de reunião, uma Casa de Oração para todas as nações, tanto para judeus e não-judeus, precisamente como profetizado em Zacarias. O turismo para Jerusalém disparou, com as chegadas subindo 25% em comparação com o de 2016 e contribuindo com uma receita de US $ 5,8 bilhões. Essa assembleia foi particularmente evidente durante o feriado judeu de Sukkot , quando dezenas de milhares de turistas cristãos chegaram a Jerusalém. De acordo com o rabino Tely Weisz , cumprindo a visão profética de como Sukkot será observado no final dos dias, a participação não-judaica na “Festa dos Tabernáculos” desempenhou um papel significativo ao aproximar os judeus de celebrar Sukkot da maneira como é descrito nos livros do profeta, e como será comemorado no fim dos tempos.

  1. Eclipse significa tempestades e problemas para o “Rei do Oriente”

“Porque com alegria saireis, e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cântico diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas.”Isaías 55:12

O eclipse solar de agosto veio precisamente no início do mês hebraico de Elul. O rabino Yosef Berger, o rabino do túmulo do rei Davi no Monte de Sião, conectou isso com uma profecia escrita em um texto místico de um eclipse centenário que ocorreu precisamente neste momento, que será seguido por tempestades e problemas para o Rei do Oriente, quem o rabino identificou como ditador norte-coreano Kim Jong-un. O rabino Berger sustentou que a Coréia do Norte sofrerá uma perda se seu líder continuar a provocar o presidente dos Estados Unidos.

O rabino Berger continuou a explicar que, no misticismo judaico, a lua representa o povo judeu e o sol representa os não-judeus. Assim, o rabino Berger viu o eclipse solar como uma profecia de que Israel será renovado e retornará de Galut (exílio) para ressurgir novamente.

  1. Trump visita o muro ocidental

“Assim diz o SENHOR ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater as nações diante de sua face, e descingir os lombos dos reis, para abrir diante dele as portas, e as portas não se fecharão.”Isaías 45:1

O mundo entrou em uma turbulência quando o presidente dos EUA, Donald Trump, se tornou o primeiro presidente americano a visitar o Kotel (Muro do Oeste), aumentando a esperança do povo judeu de que uma recriação do Segundo Templo ainda pode ser vista nesta geração. O apoio incondicional do presidente Trump às aspirações nacionais judaicas o ligou ao rei persa Ciro, cuja conexão com o Messias é encontrada no Livro de Isaías. Tal como Ciro, Trump governa a maior nação deste tempo e Ciro, como Trump, era poderoso e rico, mas secular. As dicas de Gematria esotérica (numerologia) identificaram o novo presidente como tendo um papel no Messias e suas ações foram claramente um passo nessa direção. Usando o método para dividir o valor das letras hebraicas, o nome de Donald Trump em hebraico é também o equivalente numérico de “moshiach para a Casa de Davi”. Embora ninguém tenha feito a afirmação de que Trump é moshiach (messias), muitos acreditam que ele realmente está ajudando os judeus a estabelecer Israel e começar a construir o Terceiro Templo.

  1. Votação de Jerusalém da ONU

“Eis que eu farei de Jerusalém um copo de tremor para todos os povos em redor, e também para Judá, durante o cerco contra Jerusalém.”- Zacarias 12:2

Nas últimas semanas de 2017, inúmeros países das Nações Unidas votaram contra o reconhecimento do presidente Trump de que Jerusalém é a capital de Israel e o lar da futura embaixada americana. O rabino Shimon Apisdorf, autor premiado e professor de Yeshiva para as Nações, viu a votação da ONU, que procurou isolar Jerusalém do mundo, como prova de que o Terceiro Templo voltará a surgir. Enquanto o voto foi uma tentativa dos inimigos de Israel de “colocar Jerusalém sob cerco” e “isolar a cidade”, semelhante ao que ocorreu com a destruição do Templo de Salomão e do Exílio da Babilônia, o rabino Apisdorf disse à Breaking Israel News que “As sementes do Messias foram escondidas, plantadas na destruição do Templo”. Da mesma forma, ele disse: “Isso parece um golpe para Israel, mas o que realmente acontece é que o mundo está focado na relação do povo judeu para Jerusalém, e só coisas boas podem sair disso “.

5 – Colheita dos exilados

“Então saberão que eu sou o Senhor seu Deus, vendo que eu os fiz ir em cativeiro entre os gentios, e os ajuntarei para voltarem a sua terra, e não mais deixarei lá nenhum deles.”Ezequiel 39:28

O ano de 2017 foi um ano poderoso para a imigração para Israel. Conforme profetizado na Bíblia, o exílio estava retornando à terra que Deus prometeu a Abraão. As estatísticas da população mostraram um aumento na imigração com 28.400 imigrantes que fizeram aliá a Israel em 2017. Novo olim incluiu judeus dos quatro cantos da terra: 1.200 judeus etíopes, Bnei Menashe, judeus ucranianos, judeus indianos, judeus franceses, judeus americanos e muito mais.

clique na numeração abaixo para ler as 5 Profecias que serão cumpridas ainda este ano de 2018

Deixe sua opinião