Confusão no Show de Michael W. Smith no Brasil

O primeiro show do cantor Michael W. Smith no Brasil foi destaque em desorganização. A produção do show em São Paulo, realizado no dia 11 de janeiro, no Credicard Hall, foi recheada de atrasos. Foi este motivo que levou o cantor PG ao lado da diretora artistica da Rádio Vida, Bianca Pagliarin, a protestar.

Segundo informações obtidas nos bastidores, a produção do show do Michael W. Smith deixou claro, em contrato, que o show não deveria ter atrasos em respeito ao público e ao fato que o cantor está em turnê pelo Brasil e que ele deveria estar no aeroporto na manhã seguinte o que exigiria rigor nos horários. Pelo contrato MWS deveria se apresentar até às 21h30, o que não aconteceu.

Como a produção do show realizada pela Voice Projetos e Produções Artisticas não honrou o combinado, o cantor PG não poderia se apresentar. “Foi um problema da organização do evento. O Michael W. Smith não tem culpa. A culpa é de alguém desorganizado. O Brasil tem que parar com esta mania de dar jeitinho. Enquanto tiver isto, vamos ser vistos como pessoas erradas”, contou PG.

O desabafo continuou momentos seguintes com Juanribe Pagliarin, que repetiu as criticas de PG a organização da Voice Projetos e Produções Artisticas. “A Rádio Vida não recebeu um centavo pela organização. Entrou em uma parceria com quem está produzindo o show em São Paulo.Estou chateado” Após apresentação de Michael W.Smith, PG retornou ao palco quase uma da manhã.

O Repórter CREIO está aberto para a versão oficial da Voices Projetos e Produções Artisticas referente aos problemas no show realizado em São Paulo.

Creio / Portal Padom

Deixe sua opinião