0-Mix
Evangélico desde os 11 anos, Alexandre, 36, frequentou diversas denominaçoes tradicionais, mas sempre se sentiu pressionado a esconder sua homossexualidade, quando desconfiavam ele não voltava mais aos cultos e reuniões.
Alexandre e seu namorado Renato, 22, ao se sentirem excluidos, juntos fundaram uma comunidade inclusiva, DEUS É MAIS, que em breve pretendem transforma-la em uma igreja, com doutrinas Pentecostal, acreditando no Batismo com o Espirito Santo, dons, curas, visão e profecias.
A comunidade ainda funciona em uma loja desativada, com portas fechadas, mas esta aberta para que quiser participar das reunioes, desde que entrem em contato com os organizadores.

Junior, 27, quando era adolescente , estava se sentindo confundido com sua sexualidade, achando que estava doente, resolveu se envolver com a igreja Católica afim de se curado. Virou seminarista, ficou envolvido na igreja durante 15 anos, quando descobriu a teologia inclusiva e percebeu que não tinha nada de errado com sua sexualidade.
Junior desenvolveu um projeto Presença de Deus, e se aliou com a Comunidade Deus é Mais, juntos estaram participando da 4ª Parada da Diversidade de Bauru, com panfletos religiosos a fim de evangelizar.

O que você acha dessas igrejas? Realmente são de Deus? Deixe abaixo a sua opnião

Fonte: Portal Padom

Com informação Bom Dia

Deixe sua opinião