Alaska Airlines, a sétima maior companhia aérea dos Estados Unidos disse esta semana que ira terminar a sua longa tradição de entregar cartões com passagens da Bíblia junto as refeições de seus vôos, devido a pressão de alguns passageiros.

A companhia aérea com sede em Seattle começou a oferecer os cartões de oração em 1970. Mas em um e-mail aos seus passageiros freqüentes, informou à decisão que entrara em vigor no dia 01 de fevereiro.

“Esta difícil decisão não foi tomada de ânimo leve. Acreditamos que é o que deve ser feito para respeitar a diversidade de crenças religiosas e atitudes culturais de nossos clientes e funcionários”, explicou Bill Ayer e Brad Tilden, presidente da companhia aérea e da junta diretora.

“As crenças religiosas são profundamente pessoais e compartilhar com os outros é uma escolha individual.”

A companhia aérea tem oferecido refeições somente em vôos com mais de quatro horas, e desde 2006, apenas para os passageiros de primeira classe – para até 16 pessoas por vôo. A companhia aérea transporta aproximadamente 16,5 milhões de passageiros por ano.

A decisão provocou dezenas de comentários na página de Facebook da companhia aérea, a maioria das pessoas estão desapontadas com a mudança.

Bobbie Egan, um porta-voz da companhia aérea disse que os líderes da empresa tomaram a decisão no ano passado depois de vários anos avaliando o aumento das reclamações de clientes.

“A idéia de remover o cartão tinha chegado várias vezes nos últimos anos e provocou um sério debate”, disse ele. “Quando o assunto veio à tona no ano passado, depois de considerar cuidadosamente, todas as partes concordaram que a remoção do cartão era exatamente o que tinha que ser feito.”

Egan não podia explicar se o aumento das reclamações estava relacionado com a distribuição limitando dos cartões para os passageiros de primeira classe.

“Ao longo dos anos, recebemos comentários de clientes que foram confortados pelo cartão, mas muitos outros sentiram que a religião não era apropriada em um avião e preferem não receber qualquer cartão”, disse ele.

“Temos visto um aumento no número de passageiros que simplesmente não apreciam o fato de receber um cartão de oração na bandeja de comida.”

Portal Padom

Deixe sua opinião