Como Deus pode usar o divórcio devastador para o bem

Divórcio, um mal ele assola milhares de famílias, inclusive cristãs.

0
145

O título parece um oxímoro. Afinal, as Escrituras deixam claro que Deus odeia o divórcio ( Malaquias 2:16 ). Como Deus pode levar algo tão comovente e doloroso como o divórcio e trazer redenção?

Ou, de maneira semelhante, a separação pode separar famílias inteiras muito antes do divórcio. Os cristãos podem se perguntar onde Deus está em situações difíceis como essa.

Este artigo abordará como Deus pode lidar com situações difíceis, como separação e divórcio, como ele redimiu situações dolorosas na Bíblia e o que isso significa para nós hoje.

Deus pode realmente curar todas as feridas?

O divórcio deixa para trás uma ferida que essencialmente cria um novo normal. Então, Deus pode realmente curar feridas deixadas para trás, mesmo em um divórcio?

Algumas das seguintes escrituras nos garantem a força da capacidade de Deus para curar todas as feridas, mesmo as que foram deixadas para trás após décadas de mágoa:

  • Deus nos dá força e nos sustenta com sua mão justa ( Isaías 41:10 ).
  • Deus suporta o nosso sofrimento. Se alguém entende como nos sentimos, é ele. Podemos ir até ele com toda mágoa ( Isaías 53 ).
  • Deus cura as nossas feridas (Salmos 147: 3) e cura nossos corações partidos. O divórcio deixa ambos em seu rastro. Mas não há poder na terra forte o suficiente para impedir que Deus trabalhe.
  • Deus nos salva de nossa angústia (Salmos 107:19). O divórcio pode causar muita ansiedade e sensação do desconhecido, provocando uma grande transição na vida de uma família. Mas Deus nos dá uma sensação de paz e nos ajuda em nossos momentos mais desesperados.
  • No final, Deus enxugará toda lágrima dos nossos olhos (Apocalipse 21:4) e fará com que todas as coisas tristes desapareçam. Essa dor e sofrimento que sofremos agora durarão apenas um pouco.

3 exemplos de Deus transformando o mal em bem

O divórcio não é de Deus. É um sinal deste mundo destruído e nossa necessidade de um Salvador. Deus odeia a divisão, separando as famílias e o rompimento do vínculo que torna o marido e a esposa um (Hebreus 9:15).

Mas em meio a essa mágoa, Deus ainda pode pegar algo ruim (divórcio) e resgatá-lo.

Embora não encontremos muitas pessoas na Bíblia que tenham experimentado divórcio ou separação, temos várias pessoas que tiveram más circunstâncias e que Deus as transformou em boas.

1. José

Conhecido por dizer o versículo, “o que você pretendia para o mal, Deus pretendia para o bem” (Gênesis 50:20), José encarnou o epítome de circunstâncias infelizes.

Seus irmãos o venderam como escravo depois que ele contou a eles alguns sonhos que não gostavam, e ele acabou na prisão, esquecido, quando a esposa de seu mestre mentiu e disse que havia tentado estuprá-la.

No entanto, Deus não esqueceu José.

Ele usou a capacidade de José de interpretar sonhos para ajudá-lo a se manter em boa posição com o Faraó, foi o segundo governante mais alto no Egito (Gênesis 41:37-44) e ajuda a salvar milhares de pessoas de uma fome que se espalhou por todo o país.

Se seus irmãos não tivessem a intenção de vendê-lo como escravo, milhares de pessoas teriam morrido décadas depois.

2. Paulo e Silas 

Quando Paulo e Silas expulsaram um demônio de uma escrava que disse profecias, e seus donos não podiam mais ganhar dinheiro com ela, eles erroneamente os espancaram e jogaram na prisão.

Embora eles tenham sofrido muita perseguição, esse deve ter sido um dos piores momentos, incluindo uma surra com varas e açoitamento (Atos 16:16-40).

Mesmo quando um terremoto abala a prisão e abre as portas, eles permanecem no lugar e impedem que o carcereiro cometa suicídio. Era uma pena de morte na época, se algum prisioneiro escapasse sob vigilância.

O carcereiro, vendo que não se mexeu, pergunta como ser salvo. Ele e toda a sua família aceitam a Cristo naquela noite.

Se Paulo e Silas não tivessem recebido maus tratos e prisão, uma família não teria recebido a salvação naquela noite. 

3. A mulher samaritana 

Essa mulher pode estar familiarizada com o divórcio (João 4). Ela se casou com 5 homens diferentes. As escrituras não nos dizem se esses casamentos terminaram em divórcio ou morte, mas de qualquer maneira sabemos que ela morava com um homem com quem não havia se casado. Um pária social em todos os aspectos da palavra, do ponto de vista judeu e samaritano, Jesus passa um tempo e fala com ela sobre como ele veio como o Messias.

Muito feliz, ela espalha notícias sobre ele por toda a cidade e muitos samaritanos acreditam em Cristo por causa dela ( João 4: 39-42 ). Se ela não tivesse passado por cinco divórcios dolorosos e se tornado pária na sociedade samaritana, não teria encontrado Jesus no poço.

Temos que observar o texto menciona que ela estava lá (no poço) durante o calor do dia, quando ninguém teria ido ao poço para obter água. Quando Jesus chega ao mesmo tempo que ela, eles conversam, mudando a vida das pessoas em sua cidade para sempre.

Como Deus trabalhou através do divórcio em minha vida

Quando meus pais se divorciaram há pouco mais de um ano e se casaram com outros cônjuges na primavera passada, não vi como Deus poderia trabalhar com um plano redentor nessa história. Eles se casaram novamente, na minha opinião, rápido demais depois de um casamento de 26 anos, eram um pouco enigmáticos sobre se divorciaram biblicamente e escolheram se casar com aqueles que estavam fora do estado e fora do país.

Isso significava que eu só via meu pai três meses fora do ano, quando ele morava na Flórida com sua nova esposa e minha mãe andava de um lado para o outro entre a Inglaterra e aqui com o novo marido.

Minha família se despedaçou e não vi possibilidade de redenção.

Mas, em algum momento entre o casamento de meu pai e agora, aprendi algumas lições que me ajudaram a ver Deus trabalhar em meio à dor e decepção.

Primeiro, Deus me deu mais pessoas para amar na minha vida. A família da minha madrasta é enorme e louca, e eu amo cada uma delas. Só um re-casamento me permitiu ter mais pessoas para orar e amar, e elas me apoiaram durante triunfos como o lançamento do meu livro em junho e grandes decepções.

Segundo, Deus me abençoou com novos membros da família cristã. Sei que nem todo divórcio e novo casamento resulta em mais membros da fé sendo integrados à família. Mas vejo todos os novos membros como família, porque todos compartilhamos uma conexão em Cristo.

Terceiro, Deus trouxe vários de nós para mais perto dele durante todo esse processo. Meu padrasto não compareceu à igreja antes de se casar com minha mãe, e vi mais membros da família se envolverem mais na comunidade cristã após esses eventos.

Às vezes Deus tem que nos colocar em algo difícil antes que possamos ver a beleza.

Como mencionado na Lua Roxa de Tessa Emily Hall , “Sem o escuro, nunca veríamos as estrelas. Também não haveria utilidade para a lua se nunca houvesse uma noite.

Quarto, porque minha família se divorciou, posso ir ao lado de outros cristãos que experimentam as mesmas situações. As taxas de divórcio ainda são muito altas, mesmo na comunidade cristã, mas muitas igrejas não gostam de falar sobre esse tópico.

Mas, depois de passar por isso, posso falar sobre assuntos que não estamos ansiosos para discutir e abrir uma conversa muito necessária na igreja.

por: Hope Bolinger 

traduzido e adaptado por: Pb. Thiago D. F. Lima

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui