LGBT

Começa debate sobre violência contra população LGBT

Começou há pouco o seminário Assassinatos praticados contra a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais). O representante da Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT, deputado Iran Barbosa (PT-SE), disse tratar-se de uma oportunidade para “encontrar alternativas para garantir a igualdade de direitos a todos e todas”.

Participam do seminário:
– a presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, deputada Iriny Lopes (PT-ES);
– o presidente da Comissão de Legislação Participativa, deputado Paulo Pimenta (PT-RS);
– a coordenadora de Política Nacional da Articulação Brasileira de Lésbicas, Yone Lindgren;
– a vice-presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT), Keila Simpson;
– o presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT), Toni Reis;
– o presidente do Conselho Estadual dos Direitos da População LGBT do RJ e Superintendente de Direitos Individuais e Coletivos da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do RJ, Claúdio Nascimento;
– o coordenador da Pesquisa Crimes Homofóbicos no Brasil: Panorama e Erradicação de Assassinatos e Violência Contra LGBT, Osvaldo Francisco Ribas Lobos Fernandez;
– o urbanista e pesquisador associado ao Nugsex Diadorim, Érico Nascimento; e
– o antropólogo e professor emérito do Departamento de Antropologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), fundador do Grupo Gay da Bahia e autor do livro Violação dos Direitos Humanos e Assassinatos de Homossexuais no Brasil, Luiz Mott.

O evento promovido pelas comissões de Direitos Humanos e Minorias; e de Legislação Participativa ocorre no plenário 9.

Camara.gov.br / Portal Padom

Deixe sua opinião

Leia também!  Evangélicos acham corpo enterrado a mais de um ano em fundo de quintal