Um número de cientistas nos últimos anos tem indicado que não poderiam realmente existir os ateus, e que a crença em Deus esta presente de uma forma natural em todas as pessoas, de acordo com um recente artigo que está causando debate mundial.

Na semana passada, Nury Vittachi publicou um artigo intitulado “Cientistas descobrem que os ateus não poderiam existir, e isso não é brincadeira.”

No artigo, Vittachi cita o trabalho de vários pesquisadores, como Graham Lawton e Pascal Boyer, que argumentam que a crença em Deus está, naturalmente, arraigada em todos nós.

“Os cientistas cognitivos estão cada vez mais conscientes de que a perspectiva metafísica pode ser tão profundamente enraizada em processos de pensamento humano que não pode ser apagado”, escreve Vittachi.

“É claro que esses resultados não provam que é impossível não crer em Deus“, disse Vittachi. “O que eu sugiro é que podemos estar nos enganando se pensarmos que nós estamos fazendo decisões-chave sobre o que cremos, e se pensarmos nossos pontos de vista permear as nossas consciências.”

Mesmo os autodenominados “ateus” são incapazes de separar-se facilmente das crenças no sobrenatural, explica Vittachi.

ateus-fé“A diferença entre o ateu e o ponto de vista não ateu é muito menor do que provavelmente é percebido por ambos os lados”, escreveu ele. “Ambos os grupos têm consciência que acreditam nas suas próprias realidades que incluem elementos tangíveis e intangíveis muito similares. Pode ser simplesmente que os seus níveis de consciência e interpretação de certos detalhes da superfície são diferentes. “

“Todos nós podemos ser um pouco mais espiritual do que pensamos”, disse ele Vittachi.

Embora os ateus não possam estar satisfeitos com o raciocínio de Vittachi, outros cientistas chegaram a conclusões similares.

“Quando a pessoa já não acredita em Deus, isso não significa que não tem intuições que estão fortemente relacionados com o sobrenatural“, disse Ara Norenzayan, psicóloga da Universidade de British Columbia, em Vancouver, Canadá, em um artigo para a New Scientist.

“Mesmo nas sociedades que são a maioria ateus, encontram um monte de crenças paranormais.”

Da mesma forma, Pascal Boyer, da Universidade de Washington em St. Louis argumentou que “uma grande quantidade de traços cognitivos nos predispõem a fé.”

“Por enquanto”, disse Boyer, “os dados apoia uma conclusão mais modesta:. Pensamentos religiosos parecem ser uma propriedade emergente de nossas habilidades cognitivas normais”.

Apesar de muitas pessoas hoje negar que Deus existe, Boyer diz que essa crença é fundamentalmente oposta às disposições naturais dos seres humanos.

“Por outro lado, a descrença é geralmente o resultado de deliberação, porque é um esforço contra os nossos recursos naturais cognitivos, a ideologia mais fácil de se propagar.”

O astrônomo Christian Dr. Jason Lisle argumenta que todos, inclusive os “ateus” compreendem intuitivamente que Deus existe.

“De acordo com Romanos 1:18-20, todo mundo tem um conhecimento inato de Deus e da criação.”

“O problema não é que as pessoas carecem de provas de que Deus existe, o problema é que elas suprem a verdade em injustiça. Elas negam o que sabem em seus corações.”

Portal Padom

Deixe sua opinião