JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

A China vai derrubar os Estados Unidos como principal potência econômica mundial em 2028, cinco anos antes do planejado anteriormente, relata a  Reuters, citando um relatório divulgado no sábado pelo Centro de Pesquisa Econômica e Empresarial (CEBR).

“Há algum tempo, um tema dominante da economia global tem sido a luta econômica entre os Estados Unidos e a China”, lembra o CEBR, observando como “a pandemia covid-19 e as consequências econômicas correspondentes certamente inclinaram esta  rivalidade a favor da China”. 

Nesse sentido, o CEBR enfatiza que “a gestão hábil da pandemia” por parte de Pequim, graças às suas rápidas medidas de contenção estrita, e ao impacto da crise da saúde no crescimento de longo prazo no Ocidente, resultaram em uma melhora no desempenho econômico do país asiático. 

Outros atores 

Os especialistas esperam que a China cresça 5,7% ao ano entre 2021 e 2025, antes de desacelerar para 4,5% ao ano durante o período de 2026-2030. 

Embora seja provável que em 2021  os Estados Unidos experimente uma forte recuperação econômica após a pandemia, o centro da análise estimadas de crescimento anual vai desacelerar para 1,9% ao ano entre 2022 e 2024, um número que mais tarde cairia para 1,6 %. 

Por outro lado, o CEBR estima que, em dólares, o Japão continuará sendo a terceira maior economia do planeta até o início dos anos 2030, quando a Índia ocuparia essa posição. Enquanto isso, a Alemanha seria deslocada da quarta para a quinta posição. 

China um país em expansão 

A participação da China nas exportações mundiais  continua a aumentar, agora ultrapassando até o nível anterior à guerra comercial com Washington em 2018, tornando cada vez mais clara a dependência da China da economia mundial. 

De fato, em 15 de novembro, foi assinado o maior acordo de livre comércio do mundo : um bloco liderado pela China que reúne 15 economias da Ásia-Pacífico e representa quase um terço da população mundial e 29% do PIB mundial. 

Da mesma forma, no início de dezembro  soube-se  que o gigante asiático já ultrapassou o país da América do Norte no terceiro trimestre no comércio com a União Européia, tornando-se o principal parceiro do bloco nessa área.

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗