JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Hu Xijin, um importante propagandista chinês, declarou recentemente que a China deveria se preparar para um confronto nuclear com os Estados Unidos depois que o presidente Joe Biden afirmou que as investigações continuadas sobre as origens da pandemia COVID-19.

O que Biden disse?

Uma vez condenada como uma teoria da conspiração – apesar da falta de evidências que desmentem a possibilidade – a teoria do vazamento de laboratório de Wuhan como a origem da pandemia ganhou um apoio significativo nas últimas semanas, com cientistas de alto nível dizendo que a possibilidade exige maior investigação.

Biden respondeu à crescente confiança na teoria na semana passada, pedindo aos funcionários da inteligência americana que conduzam mais investigações sobre a origem da pandemia, incluindo a possibilidade de que o COVID-19 vazou do Wuhan Institute of Virology.

“Os Estados Unidos também continuarão trabalhando com parceiros com ideias semelhantes em todo o mundo para pressionar a China a participar de uma investigação internacional completa, transparente e baseada em evidências e fornecer acesso a todos os dados e evidências relevantes”, disse Biden em um comunicado .

O que Hu disse?

O propagandista chinês, que edita o jornal Global Times, controlado por Pequim, respondeu à declaração de Biden dizendo que a China deve se preparar para um “confronto de alta intensidade” após citar o armamento nuclear chinês.

De acordo com o Daily Telegraph da Austrália , a mensagem de Hu foi publicada na Sena Wiebo, a plataforma de mídia social chinesa semelhante ao Twitter.

A mensagem, traduzida pela ativista de direitos humanos chinesa Jennifer Zeng, dizia, em parte:

Dada a intensificação da contenção estratégica da China pelos EUA, gostaria de lembrar mais uma vez que temos muitas tarefas urgentes, mas uma das mais importantes é continuar aumentando rapidamente o número de ogivas nucleares e mísseis estratégicos como o Dongfeng 41 com alcance e alta capacidade de sobrevivência. Esta é a pedra angular da resiliência estratégica da China contra os Estados Unidos.

Devemos estar preparados para um confronto de alta intensidade entre os EUA e a China, momento em que um grande número de DF-41 e JL-2 e JL-3 serão a espinha dorsal de nossa vontade estratégica. Nossos mísseis nucleares devem ser tão numerosos que a elite dos EUA estremecerá ao pensar em um confronto militar com a China naquela época.

Os comentários são particularmente preocupantes porque Hu afirma falar em nome de funcionários do governo que não podem falar publicamente.

Na verdade, Hu explicou em 2016 que anda por aí com funcionários do governo chinês e admitiu: “Eles não podem falar voluntariamente, mas eu posso”, uma sugestão de que ele transmita os sentimentos dos funcionários comunistas.

Hu também disse à CNN em 2019 que seu jornal e opiniões refletem a opinião do povo chinês.

“Dizemos coisas em voz alta”, disse Hu. “Você poderia nos chamar de radicais ou nacionalistas, mas refletimos os verdadeiros sentimentos da sociedade chinesa. Você poderia aprender a verdade melhor através de nós.”

Algo mais?

A China negou veementemente que COVID-19 vazou do laboratório de biologia de Wuhan.

Pequim afirmou que a pandemia se originou em um mercado úmido em Wuhan, onde o vírus passou de um animal infectado para humanos.

O governo comunista também sugeriu que a pandemia se originou na América, sua resposta direta ao ex-presidente Donald Trump e ao ex-secretário de Estado Mike Pompeo alegando publicamente que COVID-19 vazou do laboratório de Wuhan. Pequim interpretou todas as sugestões de que COVID-19 não surgiu naturalmente como atos de agressão.

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗