casamentoMariana e Frederico se casaram em ambiente e estilo completamente diferentes dos convencionais.
Novo Hamburgo – “Eu prometo” se transformou em “eu desejo”. Mariana Lehmann, 24 anos, e Frederico Machado, 26, se casaram em ambiente e estilo completamente diferentes dos convencionais. A cerimônia ocorreu na Hípica Terra Santa, em Estância Velha, no pôr-do-sol do dia 14 de março. A decoração da festa foi escolhida nas cores branca e vermelha, assim como o vestido e sapatos, respectivamente, nos mesmos tons. Ele, terno escuro e gravata vermelha. A cerimônia ocorreu ao ar livre, sem qualquer ato religioso. “Foi muito legal, pois fugiu de ser algo forçado. Apenas trocamos as palavras “desejamos nos amar e nos respeitar” e tivemos a bênção de um jesuíta, ex-padre”, conta Mariana.Para a psicóloga e psicoterapeuta Patrícia Spindler, blogueira do Jornal NH Online, no endereço www.jornalnh.com.br/modosdesereestar, os cerimoniais de casamentos em geral, atualmente, estão bastante diversificados, muito menos formais, porém, não menos formosos e glamourosos. “Há uma indústria bastante ativa disposta a atender todos os gostos”, analisa. A profissional diz que esta diversificação entre casamentos mais e menos formais foi gerada principalmente porque o comportamento das pessoas mudou frente aos relacionamentos.

“Muitos casais, por exemplo, têm feito aquele “test drive”, morando juntos quase desde o início da relação. Apressados ou não, realizam esta experiência para avaliar se a relação tem indicações de sucesso para então programar a celebração. Outros acabam se sentindo casados, mesmo sem oficializar a união, permanecendo daquele jeitinho que está dando certo”, explica Patrícia. Porém, aponta ser aconselhável agir com cautela. “A euforia de se aproximar do matrimônio, acontecimento tão valorizado na nossa cultura, pode levar a parecer tudo muito fácil, tão mais simples do que foi em outras épocas, que se corre o risco de acontecer rápido demais e o casal não ter esta decisão bem amadurecida”, pondera.

A moda dos vestidos personalizados

Se o cenário dos casamentos vai além da igreja, os trajes, principalmente os vestidos, também acompanham a mudança de comportamento. De acordo com a estilista hamburguense Rosamaria Isoppo, as noivas estão mais arrojadas e os modelos estão cada vez mais personalizados. “Quando as mulheres chegam ao nosso atelier, fazemos primeiro uma entrevista para que possam falar dos seus sonhos, desejos e sobre como gostariam de estar neste dia”, explica.

A tendência atual é de vestidos mais glamourosos, com movimentos naturais e tecidos leves. Apesar disso, Rosamaria lembra que os clássicos estão sempre em alta.

Inovação até na escolha do bolo

O grande dia é marcado por detalhes que mostram a intimidade do casal. E alguns dizem que o bolo de casamento é o mais importante da festa. Segundo a tradição, é ele que marca a passagem da vida de solteiro para a de casado. A artesã Suzana Leão trabalha na produção de bolos artísticos e de noivinhos, em Novo Hamburgo. Segundo ela, as pessoas retratam seus sonhos e ideais no momento da escolha. Por isso, a produção não é fácil. “O trabalho é bem minucioso.”

DiarioCanoas/padom.com

Deixe sua opinião