Tolu Akintepe disse que tentou apimentar a relação com a mulher. Casal também se voluntariou para limpar a igreja por uma semana.
O nigeriano Tolu Akintepe, de 30 anos, e sua mulher Bunmi, de 28, foram multados em 117 euros (cerca de R$ 310) após serem flagrados fazendo sexo em uma igreja em Ikeja, subúrbio de Lagos (Nigéria), segundo o jornal belga “HLN”.Eles foram pegos no ato pelo pastor de uma pequena igreja pentecostal em Ikeja. Além da limpeza do local, o pastor entrou com uma ação para que o casal pagasse uma compensação financeira (estipulada em 117 euros) pela profanação do altar.
Diante do juiz, Akintepe destacou que a relação amorosa do casal estava morna, já que eles estão casados há quatro anos. “Minha mulher estava sempre dizendo que queria tornar mais interessante a nossa vida sexual”, afirmou Akintepe.
O juiz advertiu Tolu Akintepe a ter mais respeito pelas instituições religiosas. Além disso, ele aplicou uma multa no casal, que se voluntariou para limpar a igreja por uma semana.
Fonte: G1/padom

Deixe sua opinião

Leia também!  Coronavírus nunca poderá ser contido, alerta especialista em doenças infecciosas