A carta de um prisioneiro | para pensar

615

A carta de um prisioneiro“… onde o pecado abundou, superabundou a graça;” – Romanos 5:20

Se os homens declaram que você não vale nada, saiba que Jesus o vê completamente diferente. Sua vida é realmente preciosa aos olhos do Senhor. O que ele espera de você é que o busque como está consciente de seus pecados, mesmo que você já não esteja se suportando mais.

O arrependimento começa com um estado de tristeza, devido ao sentimento de haver ofendido a Deus. Logo, Cristo ilumina com luz a sua escuridão para impulsionar a reconhecer nossos erros, nossos pecados e conceder um perdão completo aqueles que se volta a ele.

Somente Ele tem o poder para dizer “os perdoados estão os teus pecados” (Marcos 2:5); É a graça, a qual libera até mesmo se estiver preso permite suportar a violência, o ódio e o desprezo.

Aos olhos dos homens há uma gradação no mal, mas aos olhos de Cristo ‘todos pecaram’. Ele deu a vida por todo pecado, pequeno ou grande. Morreu em uma cruz tanto para você quanto para mim. A justiça humana condenou Cristo, embora ele fosse o único justo sobre a terra, mas ele venceu a morte, ressuscitou e sua historia ainda é relevante para os dias de hoje, mesmo depois de dois mil anos. Jesus veio a terra para todos os doentes, os excluídos, os marginais. Inclusive disse a um malfeitor: “Em verdade eu vos digo ainda hoje estarás comigo no paraíso” (Lucas 23:43).

Hoje Ele que ser seu Salvador e seu Amigo!

Portal Padom

Deixe sua opinião