vicioComo descrever a agonia e a pena de toda uma geração de jovens perdida nas drogas, no álcool e na violência?

Os pais agora vivem em terror, imaginando como fazer seus filhos ficarem a salvo destas pragas do vício! Mães e pais, alguns deles ministros, me relatam do choque e da incredulidade experimentados quando pela primeira vez, descobriram que um filho ou uma filha era um viciado.

Os pais choram quando os seus filhos são pegos — eum filho amado friamente admite: “É verdade — sou um dependente! Sou viciado!” As mães se empalidecem quando suas filhas confessam que aderiram à prostituição e ao roubo para sustentarem o vício.

Jesus se virou para os pais que O seguiam até o Gólgota — chorando e lamentando — ebradou: “…não choreis por mim; chorai antes por vós mesmas, e por vossos filhos” (Lucas 23:28). Jesus preveniu que chegaria um dia quando muitos prefeririam morrer do que estar vivos. Pediriam que as montanhas caíssem sobre eles e os esmagassem — porque a vida se tornaria insuportável. Esta é uma ocasião para chorar por nossos filhos! É uma ocasião para chorar por garotinhas, algumas nem tendo chegado à adolescência, que vendem os seus corpos. Elas fumam cocaína e crack até ficarem entorpecidas e inconscientes. Na verdade elas ainda nem começaram a viver, e já estão morrendo. Rapidamente se tornam ásperas e más. Filhos que no passado eram amorosos e responsáveis, agora chegam até mesmo a matar o papai, a mamãe ou qualquer um que interfira. Agora, quase diariamente, crianças enlouquecidas pelo crack se levantam num surto de paranóia, e estão assassinando os pais.

Chore pelos rapazes, que antes eram obedientes, eram bons alunos e atletas, e que agora andam sem destino pelas ruas escuras atacando os idosos — saqueando casas — apontando revólveres para as cabeças daqueles que param nos sinais de trânsito, exigindo dinheiro de todos no carro.

Eu Tenho Aqui O “Barato” Que Matou Len Bais

Chore pelos universitários! Chore pelos atletas; alguns deles que se declaravam cristãos faleceram com sobredose de drogas. Traficantes na rua 42 na cidade de Nova Iorque estão anunciando a venda de crack com atrevimento, dizendo: “Eu tenho aqui o ‘barato’ que matou Len Bais” (um jogador de basketball que morreu usando crack). Chore por milhares de universitários que estão experimentando as drogas agora — muitos que se reúnem em grupos quase todas as noites — muitos que estão desesperadamente presos às drogas e ao álcool.

Chore — porque chegam drogas novas e mais potentes para escravizar e aprisionar os nossos jovens: fumo negro, branco da China, e novas drogas programadas para serem milhares de vezes mais poderosas e causadoras de vício que a heroína e a cocaína.

Chore especialmente por tantos jovens cristãos que agora estão sendo aprisionados na armadilha de Satanás.Eles caem por todos os lados, afundados e viciados tão rapidamente.

Isaías, o profeta, trouxe uma advertência para uma geração que viria depois da sua. “Quem há entre vós que ouça isto? Que atenda e ouça o que há de ser depois?” (Isaías 42:23). Como será esta futura geração? “…é um povo roubado e saqueado; todos estão enlaçados em cavernas e escondidos em cárceres; são postos como presa, e ninguém há que os livre; por despojo, e ninguém diz: Restitui” (Isaías 42:22).

Estão roubando a saúde, a moral e a sanidade dos nossos jovens! Dos pais estão sendo roubados o amor e a alegria dos filhos, os quais estão se virando contra eles! Quantos pais e mães pranteiam agora os seus perdidos. A nossa juventude está escravizada em cárceres do vício à drogas, ao sexo, ao álcool e à violência. O diabo está saltando sobre eles como um leão furioso no meio de ovelhas indefesas.

O governo da Polônia declarou guerra contra as drogas e o álcool — eo problema só piora. O governo dos Estados Unidos agora declarou guerra às drogas, e o nosso presidente conclama por uma sociedade livre de drogas. Milhões de dólares serão gastos em vão. Isaías disse: “Ninguém há que os livre, ninguém que os traga de volta!”

Inexiste esperança senão em Jesus Cristo, nenhum libertador senão o Cordeiro que foi ferido pelos pecados do mundo — para que Ele pudesse “salvar os pecadores!”

A minha grande preocupação no momento tem dois pontos! Um: verter gota a gota a verdade bíblica dentro das mentes e dos corações dos jovens — que produzirá o temor de Deus neles e os manterá afastados dos truques e das seduções do diabo. Dois: demonstrar a aqueles que estão aprisionados nos cárceres diabólicos do vício, como ficar livres e permanecer livres! Unicamente a verdade bíblica iluminada pelo Espírito Santo liberta os homens!

Sansão, antes um poderoso profeta de Deus, acabou no cárcere de Satanás! Começou como um filho de Deus abençoado, escolhido, dirigido pelo Espírito. “…deu a mulher à luz um filho e lhe chamou Sansão; o menino cresceu, e o Senhor o abençoou. E o Espírito do Senhor passou a incitá–lo…” (Juizes 13:24,25).

Mas Sansão acaba como escravo da sua lascívia, negligencia tudo e é colocado em um cárcere. “Então, os filisteus pegaram nele, e lhe vazaram os olhos, e o fizeram descer a Gaza; amarraram–no com duas cadeias de bronze, e virava um moinho no cárcere” (Juizes 16:21). A queda de Sansão para a escravidão e o cárcere, é um exemplo para nós — para temer e aprender. Paulo disse: “Estas cousas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado” (I Cor. 10:11).

O que Deus está dizendo é o seguinte: “Olhe a vida de Sansão, e aprenda pelos seus erros. A história é real; foi preservada na Bíblia para lhe ensinar. Aprenda porque um jovem bom e espiritual pôde acabar de um modo tão deplorável, cego e indefeso!” Eis algumas das lições.

A Educação E O Conhecimento Não Podem Por Si Só Salvar Ninguém Do Poder Do Pecado!

Sansão foi educado desde o berço como nazireu, o que significa que foi ensinado e treinado para evitar qualquer contato com tudo que fosse mal ou corrupto. Foi ensinado a não tocar nenhum tipo de álcool. Ele deveria ser separado totalmente para Deus — separado de tudo que estivesse relacionado com a morte. Desde a infância, os seus pais o doutrinaram a respeito de sua vocação divina para quebrar a escravidão de Israel aos filisteus. Eles eram o inimigo — os inimigos de Deus! Ele foi educado no temor de Deus, e sabia muito bem que não podia tocar o mal, e especialmente que não deveria jamais se misturar com o maligno povo filisteu. Nenhum jovem foi mais bem ensinado quanto ao seu chamado e ao seu propósito na vida. Ninguém foi prevenido de modo mais claro quanto ao perigo de se envolver com os ímpios. O Espírito de Deus havia lhe instruído para ser separado e limpo. Mas mesmo assim, Sansão se dirigiu diretamente ao território inimigo e fornicou com uma meretriz filistéia. “Sansão foi a Gaza, e viu ali uma prostituta, e coabitou com ela” (Juizes 16:1).

Leia também!  As igrejas estão se preparando para jejuar em janeiro, mas eis o que estão perdendo

Todos os anos de educação e separação — todas as advertências quanto à miscigenação — todas as horas de ensino — tudo virou fumaça devido a um ato teimoso de luxúria! Todos os anos de conhecimento acurado não puderam evitar que ele seguisse a sua sede de sensações novas.

Sim, é importante que você saiba tudo quanto aos perigos das drogas. Você precisa saber, por exemplo, que o crack e que as novas drogas produzidas, destroem uma substância no cérebro chamada “dopamina”. Ela é um transmissor químico que evita que alguém fique deprimido; ela produz uma sensação de bem estar. Quando a dopamina não é renovada, a depressão e a paranóia se instalam. É por isso que milhares de usuários de crack fumam isto noite e dia — eles tentam reproduzir aquela primeira sensação incrível. Porém, já destruíram a capacidade que o corpo tem de re–sintetizar a dopamina, e são deixados com uma depressão e um temor sempre crescentes.

No entanto, a maioria dos jovens presos às estas drogas sabe tudo isso. Eles assistiram palestras sobre os perigos das drogas — foram bombardeados por boas literaturas quanto aos perigos das substâncias químicas. Isso não constituiu barreira; se ajudou, foi muito pouco.

A Bíblia adverte: “Sendo…soberbos, presunçosos, inventores de males…desobedientes aos pais e às mães…os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem” (Rom. 1:30–32).

Alguém sabe mais a respeito dos perigos das drogas do que os médicos? Mesmo assim centenas de médicos se tornam viciados; alguns deles agora estão nas ruas, havendo perdido sua profissão, suas famílias,e a sua dignidade. O conhecimento supostamente deve preservar. Todo o livro de Provérbios é uma advertência para que se busque sabedoria e conhecimento. Mas este é o “conhecimento do Santo” (Prov. 30:3), porque a sabedoria deste mundo é loucura — ela só deixa as pessoas inchadas e com orgulho (I Cor. 8:1).

Uma vez a mente tendo se programado para experiências e para excitações, o fato de se conhecer os perigos não segura ninguém! A Bíblia diz que uma pessoa assim não dá atenção mesmo que sete homens a previnam. “Mais sábio é o preguiçoso a seus próprios olhos do que sete homens que sabem responder bem” (Prov. 26:16). Como são foras de série, como são espertos — cada um achando que é diferente de todos os outros. Ninguém acha que, realmente, vai chegar até o fim do caminho.

O Primeiro Encontro Com O Proibido É O Mais Perigoso!

É perigoso porque, com poucas exceções, ele dá certo! Dá para passar através dele sem que aparentemente faça mal a ninguém. Pode se escapar com lembranças de êxtase, excitação e de um tremendo prazer.

Assim aconteceu com Sansão! Ele teve sua experiência com a meretriz, olhou pela janela e viu problema. O inimigo havia cercado a casa da meretriz e havia planejado aguardar até chegar a manhã e matá–lo. Ele caíra em uma armadilha.

Mas de algum jeito Sansão escapou. “Porém Sansão deitou–se somente até a meia noite. Então se levantou, pegou nas portas da cidade, com ambos os umbrais, e juntamente com a tranca as arrancou. Pondo–as sobre os ombros, levou–as para cima até o cume do monte…” (Juizes 16:3).

E o dia seguinte — odia após o primeiro “barato”? Não era para haver remorsos? Remorso do quê? Olhe para Sansão no dia seguinte. Ele não caiu fulminado devido a um castigo divino. Os seus piedosos pais não ficaram sabendo; e aquilo que eles não sabiam não iria magoá–los, ele deve ter pensado. Parecia que Deus estava olhando para o outro lado. Deus até havia lhe concedido uma força explosiva para derrubar as portas do diabo.

Visualize Sansão, à meia noite, após a viagem proibida — arrastando as portas do diabo para cima do monte, pensando consigo: “Vou mostrar ao diabo que ele não me prendeu na armadilha. Ele não vai conseguir me pegar e me prender à uma meretriz! Vou simplesmente sair e voltar para o meu Deus e esquecer este pequeno episódio! Sem problema! Foi só essa vez!”

Leia também!  A Futura Geração de Pregadores da Vitória Financeira.

A Bíblia diz: “Visto que não se executa logo o juízo sobre a má obra, o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto à prática do mal” (Ecles. 8:11). Às vezes, ao se usar a droga pela primeira vez há uma sobredose e o usuário morre. Mas na maioria das vezes, não há uma condenação aparente. Não há policiais! Não há pais desconfiados. Não há lesão aparente do cérebro. É então que o diabo chega como um anjo de luz — com a sua grande mentira! Ele convence as suas vítimas a experimentarem só mais uma vez! Ele relaxa a consciência.

À esta altura, algo terrível está acontecendo. A mente está sendo programada! A Bíblia a chama totalmente programada! Significa: confirmada, plenamente determinada a experimentar outra vez. Davi escreveu: “A transgressão fala ao ímpio no íntimo do seu coração: Não há temor de Deus perante os seus olhos. Pois em seus próprios olhos se lisonjeia, e diz que a sua iniquidade não há de ser descoberta nem detestada. As palavras da boca são malícia e engano; deixou de entender e de fazer o bem. Maquina o mal na sua cama; detém–se em caminho que não é bom, e não odeia o mal” (Salmo 36:1-4).

Toda a sensação de perigo acabou. E daí que Elvis Presley teve uma sobredose? E daí que famosos atletas estão caindo mortos devido às drogas? E daí que adolescentes estão se enlouquecendo devido ao crack e matando os pais? E daí que milhares de estudantes ginasiais e universitários estejam roubando, assaltando, furtando e se prostituindo para sustentar hábitos irresistíveis? E daí que as cadeias estejam abarrotadas de jovens viciados? E daí que eles estejam sendo assassinados nas “bocas” de crack? Agora estão tão iludidos por Satanás, que vão passar a noite inteira planejando como conseguir outra “viagem”! Foram enganados para que se considerem especiais! Vão continuar escapando. Deus não vai notar as suas experiências.

Aqueles Que Se Determinam A Praticar O Mal Logo São Possuídos E Fortalecidos Pelos Poderes Demoníacos!

O objetivo de Satanás é derrubar a sua força, toda a sua resistência espiritual e física e lhe escravizar. Ele planeja lhe transformar em um escravo — em um prisioneiro.

Foi bem assim que sucedeu com Sansão. Uma noite ele saiu só para experimentar “mais uma vez”. O nome da prostituta era Dalila, o que em hebreu significa: “frouxo; relaxado moralmente; tornar–se escravo; tornar–se vazio, ressecado, definhado”.

Ela encarnava lascívia demoníaca, uma ferramenta de Satanás destinada a fazer com que Sansão fizesse concessões e se entregasse ao poder dela. “…Persuade–o e vê em que consiste a sua grande força e com que poderíamos dominá–lo e amarrá–lo, para assim o subjugarmos…”(Juizes 16:5). Oh! Que os jovens possam ver e entender que Satanás está resolvido a destrui–los — apossui–los — somente assim ele os pode subjugar.

Três vezes Sansão voltou para uma mulher possuída pelo demônio que ele sabia estar tentando lhe destruir! Ela ficou pedindo: “Declara–me, peço–te, em que consiste a tua grande força e com que poderias ser amarrado para te poderem subjugar” (Juizes 6:6,10,13). Por que ele continuou a voltar para namorar um perigo destes? porque agora ele já não conseguia evitar isso. Ele não tinha o controle: o diabo fazia com que ele voltasse, avançasse, se aprofundasse. Cada vez que escapava, ele era estranhamente levado de volta para os braços da morte: “Pela sua malícia é derribado o perverso…” (Prov. 14:32).

Jeremias profetizou: “…até na minha casa achei a sua maldade, diz o Senhor. Portanto, o caminho deles será como lugares escorregadios na escuridão; serão empurrados e cairão nele…” (Jeremias 23:11–12).

Dos desviados de Israel ele disse: “Cordeiro desgarrado é Israel; os leões o afugentaram…” (Jeremias 50:17). Satanás é o leão que ruge e leva multidões à escravidão. Ele é tão ousado que nem esconde os seus propósitos. Decidido, através de Dalila ele dizia a Sansão: “Pretendo extrair a seiva da sua força, lhe prender e lhe fazer de bobo!”

Antes de o diabo conseguir lhe prender no seu cárcere, chega uma hora da verdade. É a hora da angústia! A última barreira de Satanás para completar seu poder sobre alguém é ganhar o seu coração! Ele não quer que a pessoa retenha nada dele — que não permaneçam pensamentos da verdade e da justiça. Ele precisa extorquir a última esperança que você tem em Deus.

Sansão chegou à sua hora da angústia! “Então ela lhe disse: Como dirás: Tenho–te amor, não estando comigo o teu coração? já três vezes zombaste de mim, e ainda me não declaraste em que consiste a tua força.E sucedeu que. importunando–o ela todos os dias…e molestando–o, a sua alma se angustiou até à morte. E descobriu–lhe todo o seu coração…” (Juizes 16:15-17).

Sansão entregou todo o seu coração para Dalila! Ele agora estava submisso ao seu poder, ao seu corpo e à sua alma. Satanás o tinha por inteiro. Sansão desistiu e foi se deitar e dormir no colo do diabo.

Ele podia ter fugido! Ele deveria ter se levantado, invocado a Deus por socorro, e ter dito àquela mulher demoníaca: “Não! Nunca! Eu sou diferente–eu pertenço a Deus! O meu lugar não é aqui. Chega! Se lhe der o meu coração, tudo estará acabado! A minha última esperança é guardar o meu segredo de poder!”

Jovens, conservem os seus corações desejando ardentemente a Jesus! Deus enviará todas as forças do céu para salvar um coração que suplica por ajuda. Um coração que busca a Deus é a sua última esperança! Jesus foi Aquele que plantou a Sua palavra em seu coração; não deixe que o maligno a arrebata! Jesus declarou que o primeiro e grande mandamento é: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento” (Mat. 22:37).

Uma Vez Preso Ao Cárcere De Satanás, A Única Saída É Morrer!

Que fim triste para Sansão. Ele nem sabia que Deus o havia deixado. “…pegaram nele, e lhe vazaram os olhos…” (Juizes 16:21). A trapaça do inimigo lhe retirou os olhos. Ele já não podia enxergar nada! Não podia enxergar–se, e ver o que o pecado havia feito com ele. Não podia enxergar para onde ir. Ele estava à mercê do diabo.

Leia também!  A Rolinha de Deus

Ele havia sido um poderoso homem de Deus, cheio de esperança, força, guiado pelo Espírito. Olhe para ele agora — cego e indefeso! Que quadro vivo daquilo que Satanás está fazendo à esta geração. Ele está lhes roubando a sua visão espiritual. Ele os está cegando a respeito dos perigos. Ele os está cegando a respeito da condição deles.

Discernimento é a primeira coisa que se perde quando se abandona o Senhor no coração. Não podemos enxergar o quanto estamos sem esperança e o quanto estamos amarrados.

Mandem Chamar Sansão Para Que Nos Divirta

Satanás se divertiu com a cegueira de Sansão! “Então, os príncipes dos filisteus se ajuntaram para oferecer grande sacrifício a seu deus Dagom e para se alegrarem; e diziam: Nosso deus nos entregou nas mãos a Sansão, nosso inimigo. Vendo–o o povo, louvavam ao seu deus, porque diziam: Nosso deus nos entregou nas mãos o nosso inimigo, e o que destruía a nossa terra, e o que multiplicava os nossos mortos. Alegrando–se–lhes o coração, disseram: Mandai vir Sansão, para que nos divirta. Trouxeram Sansão do cárcere, o qual os divertia. Quando o fizeram estar em pé entre as colunas” (Juizes 16:23–25).

Todo viciado, todo aquele que é dependente e escravizado, é objeto de zombaria e de diversão para o diabo e todas as suas hordas malignas. Os demônios riem, os poderes das trevas escarnecem e se divertem com todos os jovens que agora estão lutando para salvar as suas vidas devido a um hábito.

Diversão? Excitação? Festas? “Curtição”? Dê outra olhada para Sansão — eaprenda com ele! Ouça os insultos e a zombaria daqueles príncipes demoníacos: “Olhe para ele — cego, mudo, bobo! Não tem olhos! Escravo! É muito divertido!” Jovens, é assim que tudo acaba! Com Satanás lhe afligindo com depressão, medo, doença, solidão. E aí, quando você está preso e amarrado, ele se diverte com você. Ele ri de Deus quando vê a sua situação deplorável. Diz: “Deus não tem poder — olhe o que eu fiz com ele ou com ela! Fiz com que um filho de Deus se transformasse em um prisioneiro fraco, indefeso”.

Mas existe uma saída para o cárcere de Satanás! Você precisa morrer! “Sansão clamou ao Senhor e disse: Senhor Deus, peço–te que te lembres de mim, e dá–me força só esta vez, ó Deus, para que me vingue dos filisteus, ao menos por um dos meus olhos. Abraçou–se, pois, Sansão com as duas colunas do meio, em que se sustinha a casa, e fez força sobre elas, com a mão direita em uma e com a esquerda na outra. E disse: Morra eu com os filisteus. E inclinou–se com força, e a casa caiu sobre os príncipes e sobre todo o povo que nela estava; e foram mais os que matou na sua morte do que os que matara na sua vida” (Juizes 16: 28–30).

Você Precisa Morrer!

Milhares e milhares de viciados em drogas, alcoólatras, de jovens desamparados por outras razões, estão fugindo do cárcere do diabo! Estão correndo para Jesus Cristo — morrendo para o pecado — eestão sendo ressuscitados para uma nova vida nEle. “Mas alguém dirá: Como ressuscitam os mortos? E em que corpo vêm? Insensato! O que semeias não nasce, se primeiro não morrer” (I Cor. 15:35,36).

Você precisa morrer para o seu hábito! Ele não morre — você precisa! “porque, se fomos unidos com ele na semelhança da sua morte, certamente, o seremos também na semelhança da sua ressurreição, sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos; porquanto quem morreu está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos, sabedores de que, havendo Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte já não tem domínio sobre ele. Pois, quanto a ter morrido, de uma vez para sempre morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai–vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus” (Rom. 6:5–11).

Você precisa estar convencido de que Jesus veio para libertar todos os prisioneiros! Você se encontra no cárcere de Satanás? Então ouça qual é o Seu ministério:

“Diz ainda o Senhor: No tempo aceitável, eu te ouvi e te socorri no dia da salvação; guardar–te–ei e te farei mediador da aliança do povo…para dizeres aos presos: Saí, e aos que estão em trevas: Aparecei” (Isaías 49:8–9).

“Ficará isto registrado para a geração futura, e um povo, que há de ser criado, louvará ao Senhor; que o Senhor, do alto do seu santuário, desde os céus, baixou vistas à terra, para ouvir o gemido dos cativos e libertar os condenados à morte” (Salmo 102:18–20).

por: David Wilkerson

Publicado com permissão de:World Challenge, Inc.
PO Box 260
Lindale, TX 75771
www.worldchallenge.org

Deixe sua opinião