A evangelização muito embora seja uma obra importante nos dias atuais, tem os seus percalços, se levarmos em consideração a onda de violência que assola o país com a onda de assaltos, cujos bandidos não escolhem credo, raça, nem posição social para atacar suas vítimas. Foi assim com uma advogada evangélica que participava de uma reunião de missionários no bairro do Marco em Belém, quando ao precisar se deslocar na evangelização pela passagem Leal Martins no chamado Canal, foi tomada de assalto dentro de uma casa aberta pela família para receber a palavra de Deus. Segundo o auto de flagrante e depoimentos prestados perante a delegada Maria Lúcia Santos na Seccional Urbana de São Brás, a vítima evangelizava na passagem Leal Martins sendo seguido por Anderson Oliveira do Amaral de 22 anos, vulgo “Blau” e ao entrar em uma residência foi seguida pelo assaltante.
Pensando que o acusado queria também um panfleto a missionária ao fazer a entrega recebeu a voz de assalto. Fingindo estar armado “Blau” puxou a bolsa da evangélica contendo um celular, documentos e certa quantia em dinheiro.
Com os gritos de “pega ladrão”, logo uma turMa enfurecida acionou a viatura 2365 com o tenente Freitas, cabo Luz e soldado J. Alves que passaram a procurar o acusado. Durante a missão os policiais ao cruzar com “Blau” deram voz de prisão, mas na maior “cara-de-pau”, ele informou que o ladrão tinha entrada em um beco na passagem Leal Martins.
Reconhecido pelas características Anderson Oliveira do Amaral foi levado para a Seccional de São Brás onde foi autuado com base no artigo 157 (roubo) do Código Penal Brasileiro, estando desde então à disposição da Justiça.
Todo o material roubado foi encontrado na casa de “Blau” e entregue a missionária. Ele é reincidente na pratica criminosa e já praticou roubos na área do bairro do Marco e Jabatiteua.
Somente neste ano, Anderson Oliveira do Amaral este preso duas vezes. No dia 29 de abril detido por perturbação da tranquilidade contra a companheira Ellen Almeida Rodrigues. No mês de junho ele (Anderson) e mais três elementos foram denunciadospor roubo.
Diário do Pará / padom

Deixe sua opinião

Leia também!  Pastor acha o rapaz que tinha sumido