Recentemente, as autoridades do transporte público da Jamaica, proibiram que organizações religiosas ou pregadores continuassem pregando a Palavra de Deus em seus ônibus.

Apesar de o país ser predominantemente cristão, as autoridades para tomar essa decisão levaram em conta às reclamações de muitos passageiros que se queixavam por se sentirem perseguidos por pregadores, que, além disso, se sentiam incomodados com o barulho deles pregando.

Portanto, os motoristas foram orientados a advertir, os pregadores que já não está mais permitido evangelizarem seus passageiros.

No entanto as organizações cristãs, afirmam que esta decisão violaram os direitos constitucionais da Jamaica em matéria de liberdade de expressão religiosa e que elas não foram consultadas pelas autoridades para aprovarem tais proibições.

Em entrevista ao jornal The Gleanner, Hardley Lewin, diretor e administrador da Companhia de Transito Jamaica Limited, disse “eu sou a favor do evangelismo, mas não podem utilizar o ônibus como plataforma”.

Portal Padom

Deixe sua opinião