Vacina AstraZeneca suspensa
A recomendação se deve a novas informações sobre sintomas muito incomuns em várias pessoas vacinadas na Noruega.

O Departamento de Saúde da Irlanda informou neste domingo que o Comitê Consultivo de Imunização Nacional recomendou a suspensão temporária do uso da vacina covid-19 da AstraZeneca.

“Seguindo as novas informações recebidas da Agência Norueguesa de Medicamentos na noite de sábado, 13 de março, e após discussões com a Autoridade Reguladora de Produtos de Saúde, o Comitê Consultivo de Imunização Nacional recomendou que a administração da vacina covid-19 da AstraZeneca seja temporariamente adiada da manhã de domingo, 14 de março”, diz a declaração do Departamento de Saúde da Irlanda.

As autoridades do país europeu explicaram que esta recomendação foi feita devido à informação da Agência Norueguesa de Medicamentos “de quatro novos relatos de episódios graves de coagulação sanguínea em adultos após vacinação” com o medicamento AstraZeneca.

As autoridades norueguesas informaram no sábado que três profissionais de saúde do país nórdico recentemente inoculados com a vacina foram hospitalizados após apresentar “sintomas muito incomuns”, incluindo “sangramento, coágulos sanguíneos e baixa contagem de plaquetas”.

Esta semana, Dinamarca, Bulgária, Tailândia , Noruega , Islândia , Áustria , Itália  e vários outros países adiaram ou  limitaram a  vacinação com o medicamento AstraZeneca após relatos de que algumas pessoas desenvolveram coágulos sanguíneos após receberem a injeção. Uma decisão semelhante foi tomada pela Estônia, Letônia, Lituânia e Luxemburgo.

Deixe sua opinião

Leia também!  Cientistas japoneses querem criar 'esperma feminino' e 'óvulos masculinos'