JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Vatican_Scandal-609edit
Caso VatiLeaks: o ex-mordomo do Papa Paolo Gabriele e sua advogada, Cristiana Arru, deixam o tribunal do Vaticano, em outubro do ano passado
L’OSSERVATORE ROMANO / AP

RIO – O Papa Bento XVI conduziu seus oitos anos de pontificado com mão de ferro: protestou contra os diretos dos homossexuais, o aborto e a eutanásia, e enfrentou outras religiões, como o islamismo. O pontífice também precisou lidar com diversos escândalos surgidos durante seu comando. Confira abaixo uma lista de polêmicas que emergiram em seu pontificado.

HOMOSSEXUALIDADE – Em novembro de 2005, o Vaticano impôs restrições à ordenação de homossexuais como padres. “A Igreja não pode admitir no Seminário e nas Ordens Sacras aqueles que praticam a homossexualidade, apresentam profundas tendências homossexuais ou apoiam a chamada cultura gay”, disse Bento XVI. Já em novembro de 2010, o Papa chegou à Espanha para uma visita de dois dia e atacou o aborto e o casamento homossexual, recentemente legalizado no país, durante missa em que consagrou a célebre igreja barcelonesa da Sagrada Família. As declarações fizeram parte de críticas mais amplas do pontífice ao “secularismo agressivo” da Espanha.

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗