Noticias Gospel Internacional Após 2 mil anos, azeite de oliva pura é produzida para o...

Após 2 mil anos, azeite de oliva pura é produzida para o Terceiro Templo de Jerusalém

Após 2 mil anos, judeus conseguem produzir azeite de oliva pura, igual as regras bíblicas para serem usado no Terceiro Templo que será edificado em Jerusalém.

Noticias Gospel – Judeus que promovem a construção do Terceiro Templo, em Jerusalém, conseguiram, pela primeira vez em 2000 anos, a produção de azeite de oliva puro para ser usado nas instalações do futuro templo.

Já houve muitos avanços na criação de utensílios sagrados para o Terceiro Templo, o véu do Santo dos Santos, as vestimentas que usaram os sacerdotes levitas, no entanto as leis da pureza bíblicas falam do azeite que é usado para acender a menorá de ouro de sete braços que é conhecido como o candelabro ou castiçal, informa a organização The Temple Institute em sua página no Facebook.

Após 2 mil anos, judeus conseguem produzir azeite de oliva pura, igual as regras bíblicas para serem usado no Terceiro Templo que será edificado em Jerusalém.Na semana passada, o Instituto do Templo deu mais um grande passo na produção de azeite de oliva puro, de acordo com as normas bíblicas de pureza que devem ser atendidos para a menorá.

Vários rabinos e funcionários do Instituto do Templo, incluindo o rabino Chaim Richman viajaram para Moshav Ramot nos Altos de  Golan, ali, junto com o grupo Einat Ziv “Mulheres para o Templo Sagrado” e o Professor Hillel Weiss, da Universidade Bar Ilan, colheram cerca de 150 quilos de azeitonas orgânicas das árvores que não tinham sido tratadas com fertilizantes, de acordo com as leis de pureza da Torá.

Eles transportaram as azeitonas para a cidade de Katzrin, onde o centro de oliva, o rabino Azarias e os funcionários Instituto do Templo fizeram todos os preparativos e aos arranjos especiais necessárias para a fabricação do azeite, na produção cumprindo as normas bíblicas.

Estas regras de pureza são uma área complexa e requer um estudo altamente especializada que poucos dominam nos nossos tempos. Alguns até pensaram que o conceito de pureza bíblica era muito difícil para reintroduzir no nosso tempo pelo que o fato foi considerado um “milagre”.

Agora, com a produção de azeite puro, pela primeira vez em 2.000 anos, foi produzido especificamente para o menorá do futuro Templo Sagrado , o que aumenta a esperança dos rabinos de alcançar a construção do templo.

Portal Padom

Deixe sua opinião