André Valadão diz que a Rede Super não está à venda e desmente jornalista

0
128

Noticias Gospel Na manhã desta quinta-feira, 28, o jornalista Lauro Jardim, publicou em sua coluna na Revista Veja online, que a Rede Super de Televisão, estaria vendendo 22 horas de sua programação para outros pastores pelo valor de meio milhão de reais.

Mais tarde, após tomar conhecimento desta informação, o pastor e cantor André Valadão, usou sua pagina no Facebook, para desmentir o que Lauro Jardim disse, dizendo que essa informação é infundada e que o jornalista teria mentido ao falar da venda de horário e que a emissora também é comandada pelo ministério Diante do Trono.

“Novamente este ?#?LauroJardim mentiu! Escreveu mais um relato mentiroso e sem fundamento! Mais uma “estória” deste chamado repórter que está mais para “Alice no país das maravilhas” do que o real do dia a dia. NÃO, a @redesuper não está à venda, NÃO, ela não é comandada pelo DIANTE DO TRONO. GENTE, não acreditem em tudo que vcs leem por aí! ?#?LAMENTÁVEL“, escreveu André Valadão.

No site da emissora, foi publicada também uma nota de esclarecimento de que a Rede Super não está à venda.

“Informamos que, ao contrário do que foi divulgado pelo jornalista Lauro Jardim no blog “Radar on-line” nesta quinta-feira (28), a Rede Super de Televisão NÃO está à venda. A emissora também NÃO é administrada pelo Ministério Diante do Trono, conforme afirmado por Jardim. Lamentamos a divulgação dessa inverdade e reafirmamos o compromisso de trabalhar para produzir e difundir conteúdo cristão que contribua para a transformação da sociedade.”, reza a nota.

Na verdade o proprietário do canal é o pastor Márcio Valadão, sendo André Valadão o atual presidente da emissora. Um advogado enviado por André entrou em contato com o jornalista para negar as informações da venda. No entanto, o jornalista postou no final da nota dizendo.

“O Radar mantém a informação de que pastores evangélicos foram procurados para negociar espaço na grade”.

Portal Padom

Deixe sua opinião