Um jovem cristão impediu que um carro-bomba explodisse em uma igreja, salvando a vida de centenas de pessoas. Sua coragem e amor pela Obra de Deus serão sempre lembrados pela comunidade cristã na Indonésia.

Daniel, que tinha apenas 15 anos de idade, estava servindo como um porteiro, verificando se estava tudo estava em ordem para o culto na tarde de domingo passado.

“Ele chegava mais cedo no domingo para verificar tudo antes do início do culto. Estou muito orgulhosa dele, como cristãos devemos amar e perdoar. Estou feliz que ele não tenha morrido em dor, ele morreu sendo cristão“, disse sua avó.

Antes do ataque à igreja, algo diferente aconteceu. Na noite anterior, ele e sua única irmã, Novi, 20 anos, conversavam sobre fotografia e ele pediu a ela para tirar uma foto dele. “Não era comum ele pedir isso, e não conseguia imaginar que seria a última vez”, disse a garota.

A mãe dos dois morreu quando eles eram muito pequenos. Pouco tempo depois, o pai se casou novamente e foram morar com os avós. “Quando as pessoas dizem que meu irmão é um herói, dói“, diz Novi.

Apesar da trágica história, Daniel não morreu em vão. Ele viu quando dois guardas de segurança foram atropelados por uma van, com o objetivo de chegar ao templo para explodi-lo. Então, Daniel saiu para tentar parar o veículo e se lançou na frente e foi quando explodiu.

Se não fosse por eles, a van teria chegado ao templo e matado mais pessoas“, enfatiza a organização Open Doors.

Três igrejas foram atacadas simultaneamente naquele dia, deixando 15 pessoas mortas e outras 30 feridas.

O Presidente Joko Widodo visitou a cena dos ataques. Ele disse que as “ações covardes” dos agressores eram “muito bárbaras e além do limite da humanidade”.

Portal Padom

Deixe sua opinião