markusPlaymobil obriga pastor a desativar site com cenas bíblicas montadas com os famosos bonequinhos de plástico.
Um pastor alemão que recriou cenas bíblicas com bonecos Playmobil e colocou as imagens em uma página na internet está sendo processado pelos fabricantes do brinquedo. Acionado na Justiça, o religioso, chamado Markus Bomhard, tem até o dia 6 de abril – próxima segunda-feira – para retirar as imagens do site, batizado, sugestivamente, de Klicky-Bibel (equivalente a Playmo-Bible, um trocadilho com o nome do produto e a palavra “Bíblia”). A alegação da Playmobil é que Bornhard alterava as características originais dos brinquedos, submetendo-os ao calor de velas e secadores de cabelo para remoldar suas peças – como os braços do bonequinho que representa o Cristo crucificado, que tiveram de ser abertos.Outras cenas famosas narradas nas Escrituras, como Adão e Eva no paraíso e a arca de Noé também ganharam versões no site, recebendo elogios até do papa Bento XVI. “Toleramos o que é chamado de ‘customização’ de nossos produtos, mas a transformação feita por Bomhard é excessiva”, diz um comunicado da corporação, divulgado esta semana. A Playmobil diz temer que o trabalho estimule outras pessoas a alterar os brinquedos com calor, o que seria inseguro, sobretudo para crianças. “Não podemos aceitar que isso aconteça, já que os brinquedos são feitos de plástico inflamável”, continua a nota.
De acordo com o pastor, sua iniciativa é particular e não tem o apoio de nenhuma igreja ou empresa. Bornhard diz ainda que a intenção é atrair a atenção das pessoas para a fé cristã e que não aufere nenhum lucro com o site. Sucesso em dezenas de países – inclusive o Brasil -, os bonecos Playmobil
foram criados em 1974 pelo alemão Hans Beck, que morreu em fevereiro deste ano. Um dos maiores sucessos da história da indústria de brinquedos, os bonecos articulados inspiraram desenhos animados, videogames e até histórias em quadrinhos.

Deixe sua opinião