JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

img490215ed1305fComo uma das campeãs da abstinência, Lakita Garth, manteve sua fé durante os longos anos que antecederam sua noite de núpcias – e além.No último verão, Lakita Garth, de 36 anos, beijou o rapaz que foi seu namorado por dois anos, ao dizer “sim” no altar.

Lakita e Jeffrey Wright se conheceram em uma conferência sobre saúde e foram apresentados por um amigo em comum. “Decidi pregar para ele e surpreendentemente ele não saiu correndo!”, disse Lakita. Quando Jeff, um bem-sucedido editor cristão em Chicago, conversou com Lakita, fez com que ela ficasse espantada com seu considerável conhecimento de doutrina bíblica, Lakita ficou ainda mais intrigada. “Sempre quis um homem que pudesse viver este desafio, alguém a quem eu pudesse seguir”, disse Lakita, que se casou virgem. “Penso que as mulheres não têm mais altos padrões. Homens querem desafios, para respeitá-la e perceber que você é diferente. Se você abre mão de seus padrões, você perde tudo isso.” Lakita, uma inteligente ex-participante de concursos de beleza (ela foi Miss Califórnia Negra em 1995), viaja pelos Estados Unidos pregando sobre a “verdade nua” do compromisso sexual. Já foi convidada para falar em diversos congressos para jovens, foi entrevistada pela MTV e era convidada regularmente para participar do programa Politicamente Incorreto, de Bill Maher. Um de seus próximos livros tem o sugestivo título Dê a ele seu dedo.
Durante duas décadas, Lakita teve muitas oportunidades de ceder e ser infiel aos seus compromissos e padrões morais. No entanto, apesar da pressão considerável que a sociedade direciona aos jovens adultos, ela manteve-se sexualmente pura. Seu treinamento começou cedo.

A estrutura familiar
“Na minha família, se você fizer sexo antes do casamento, ou você vai se casar ou vai levar um tiro!”, diz a bem humorada Lakita. Nascida e criada em um bairro perigoso de San Bernardino, na Califórnia, ela brinca que sua mãe, que é viúva, dormia com dois homens todas as noites: dois revólveres Smith e Wesson!
Lakita diz que seus melhores “métodos contraceptivos” eram seus quatro irmãos mais velhos que a protegiam. “Na minha criação, fui ensinada que direitos e responsabilidades andam de mãos dadas. Hoje em dia, todos querem seus direitos, mas ninguém mais fala sobre as responsabilidades”, diz Lakita.
A força da família de Lakita, sua forte decisão de permanecer pura e de fazer sua vida bela aos olhos de Cristo exerceram um papel essencial em sua formação. Criados no Alabama, que na época sofria com a segregação, os tios e primos de Lakita chamavam Dr. Martin Luther King de amigo da família. “Venho de uma família de cristãos que acreditam que sua fé precisa impactar sua cultura. Precisa ir além do seu relacionamento pessoal com Cristo.” Autocontrole, autodisciplina e a espera pela satisfação foram marcas do crescimento de Lakita e são os pontos-chave que ela utiliza para ensinar sobre abstinência nos dias de hoje.
Apesar de sua sólida fé, Lakita não cresceu na igreja: ela admite que quando criança se recusava a ir. “Eu pensava que a igreja era o lugar onde todos os hipócritas estavam”, lembra, cuja mãe era freqüentadora fiel da igreja. Lakita finalmente se comprometeu com Cristo aos 17 anos e então decidiu que deveria viver de acordo com Isaías 54.5: “Pois o seu Criador é o seu marido…” Ela relembra: “Perguntei a mim mesma: ‘Se Deus é realmente meu marido, por que estou flertando com tantos meninos?’ Deus sabe o que está em minha mente.”
Ela admite que em determinadas fases teve outros questionamentos, como por exemplo: Será que há algo errado comigo porque não tenho um namorado? Felizmente, sua mente tão jovem não deu espaço para explorar este questionamento, uma vez que seu tempo livre era ocupado pelos esportes e pelos livros, já que a TV não era incentivada na casa da família Garth.
Durante os longos anos como jovem solteira, ela aprendeu a ser confortada por Deus quando se sentia sozinha. “Eu precisava buscar a Deus quando estava sozinha. Se eu conseguisse ser fiel a ele durante aqueles momentos, sabia que também poderia ser fiel ao meu marido.”

Construindo limites bíblicos
O ministério de Lakita é geralmente voltado para adolescentes, mas tem encontrado grande audiência desafiadora de adultos cristãos, para quem a questão da pureza sexual é muito mais difícil de ser abordada. “Adultos cristãos realmente não percebem algumas coisas. Muitos deles nunca ouviram do púlpito que o sexo antes do casamento é errado”, diz Lakita, reproduzindo o que ouve dos adultos solteiros que a procuram. “A igreja precisa começar a pregar e a viver esta realidade. Precisamos preparar as pessoas.”
O censo norte-americano de 2004 relata que atualmente existem mais adultos entre 30 e 34 anos solteiros do que em qualquer ano depois de 1970. Isso significa que teremos um grande número de solteiros mais velhos em nossas igrejas, bem mais do que nos anos anteriores. Mas nossa programação de escola dominical e ministério para solteiros estão realmente indo ao encontro das necessidades dos solteiros mais velhos? A resposta é variável, mas muitas igrejas parecem estar mais voltadas para os eventos do que para o ensino bíblico relevante de questões enfrentadas por adultos de 30 ou 40 anos.
Lakita alerta as mulheres solteiras contra o “namoro missionário”, ou seja, tentar converter homens não-cristãos depois de já ter desenvolvido um relacionamento emocional ou até mesmo físico com eles. “Você não pode ser a peça fundamental da maturidade espiritual dele”, ela diz. Lakita sempre soube disso, pois teve convicções fortes para santificação e por isso seu número de pretendentes sempre foi pequeno, mas isso era uma questão bem resolvida para ela. “Ser solteira me possibilitou dedicação exclusiva e sem distrações para Deus”, afirma.
Mas, quando o relacionamento de Lakita e Jeff tornou-se sério, desenvolveram limites e foram fiéis a eles. Ela observa que muitos adultos solteiros não fazem isso. Qual é a chave para que isso dê certo? “Os limites precisam ser baseados nas convicções.” Ela enfatiza que sua amizade e seu relacionamento profissional com Jeff foram a base na qual construiu seu relacionamento afetivo, onde o amor nasceu no tempo oportuno.
O testemunho de Lakita sobre a pureza sexual chamou a atenção de cristãos e não-cristãos. Quando solteira, foi entrevistada pela revista Essence. No ano passado, foi ao programa de TV The View para falar sobre sua experiência após ter se casado. Também foi matéria da revista americana People. Agora, depois de um ano de casada, ainda afirma: “Estou muito feliz por ter esperado. Tudo é novo e me traz alegria. É como andar de montanha-russa pela primeira vez!”
Sua palavra final para os solteiros: “Mantenham suas opções abertas. A pessoa que Deus pode trazer para você, pode não ter nada a ver com a pessoa que você imaginou como seu ‘par ideal’.”

Para mais informações sobre Lakita Garth, visite www.lakitagarth.com.

Pamela Toussaint é preletora e escritora sobre o tema da santidade para os solteiros. Saiba mais em www.hisrules.com
www.padom.com

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗