A força para as crianças caminharem junto ao Senhor são os pais

Um determinado estudo revelou que quando a mãe e o pai frequentam regularmente as reuniões da igreja, 72% das crianças permanecem firmes diante de Deus.

Se apenas o pai assiste às reuniões regularmente, 55% das crianças permanecem fiéis. Se apenas a mãe frequenta as reuniões, somente 15% das crianças permanecem na igreja. Se nem a mãe nem o pai regularmente frequentam serviços religiosos, apenas 6% permanecem. As estatísticas falam por si. O exemplo dos pais é mais importante do que todos os esforços da Escola Bíblica. (Warren Mueller)

Onde é que nossos filhos estão andando? O que eles tem feito? Quais são seus objetivos? Eles estão próximos ao altar do Senhor, desfrutando de sua proteção e suas bênçãos?

Muitas vezes ficamos preocupados com o fato de que nossos filhos estão se afastando do Senhor. Às vezes nós o vemos envolvido com más companhias e maus hábitos. Pedimos a Deus que o liberte que lhes faça reencontrar o caminho da salvação, que lhe transforme completamente, que devolva a alegria de viver. E o que mais nos entristece, é saber que somos responsáveis, em grande parte, pela situação em que se encontram.

Quando podíamos estar levando para a igreja, estávamos preocupados com outras prioridades. Quando eles pediam para que levássemos a Escola Bíblica, inventávamos uma desculpa qualquer para não ir. Quando pediam para participar de alguma programação interessante, dizíamos que aquilo era um absurdo e que havia coisas mais interessantes para fazer.

Foram se esfriando, desencorajando, esquecendo… Eles cresceram e tomaram novos rumos. Queremos leva-los agora ao culto, mas eles não querem mais.

Se nossos filhos estão indo às reuniões da igreja, podemos juntar a eles. É a coisa mais importante em nossa vida. É a nossa maior prioridade. Vamos dar o testemunho, vamos ajudá-los a crescer na fé e força que irá adquirir durante este período, que irá conduzi-lo, para sempre, na presença do Senhor dos senhores, o nosso Salvador Jesus Cristo.

Escrito por: Ingrid San Martín

Traduzido e adaptado por: Thiago Dearo

Portal Padom

Deixe sua opinião