Jesus Cristo levando nossos pecados
Cena do filme a Paixão de Cristo, onde mostra Jesus Cristo sendo crucificado e cumprindo a lei.

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Jesus Cristo levando nossos pecados
Cena do filme a Paixão de Cristo, onde mostra Jesus Cristo sendo crucificado e cumprindo a lei.

Ao dizer que não veio revogar a lei ou os profetas e sim cumpri-Ia, Jesus usou um termo que foi escrito em grego como PLEROSSAI, que sig­nifica” completar”, “trazer ao pleno enchimento”.

Isto revela outro aspecto bem mais rico da  obra de Cristo em relação à lei. Muitos simplisticamente afirmam que Jesus já cumpriu a Lei por eles e… pronto! Já nenhuma obrigação pos­suem em relação a ela.

O termo PLEROSSAI tem um significado ainda mais profundo que é o de ENGRAVIDAR.

A lei estava morta, estéril, sem vida em si mesmo, baseada apenas ao aspecto negativo do NÃO farás isto ou aquilo. Jesus, o varão por exce­lência, trouxe a semente bendita do Evangelho para fecundar a lei com o célebre “Eu, porém, vos digo”.

Cada aspecto da lei foi preenchido, amplia­do, melhorado, por Jesus. Por exemplo, os antigos apenas diziam: “Não adulterarás”.

Jesus deu vida a este mandamento. Alguém podia pensar que não adulterando estaria plenamen­te justificado diante de Deus. Jesus mostrou que havia algo mais, ao afirmar:

“Eu, porém vos digo: Qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no cora­ção já adulterou com ela. (Mateus 5:28).

Os antigos, escudados na lei, podiam ima­ginar que era suficiente não matar alguém para ter cumprido cabalmente o mandamento. A responsa­bilidade amorosa com o próximo, demonstrada por Jesus na parábola do samaritano responsável, era algo que não passava pela cabeça dos frios cumpridores deste mandamento.

Jesus disse que era o suficiente ficar irado contra alguém e proferir insultos contra ele, para transgredir o mandamento. (Mateus 5:21-26).

O Senhor ampliou, inclusive, o quarto man­damento, que se refere ao sábado. Muitos achavam e ainda acham que para cumprir o mandamento é su­ficiente ficar sem atividade se serviço desde o pôr-­do-sol da sexta-feira até o pôr-do-sol do sábado.

Jesus completou ou trouxe vida a este con­ceito, quando apresentou o verdadeiro sábado do cristão. Ele mostrou que o verdadeiro descanso es­tava nele mesmo, quando afirmou:

“Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração. e achareis DESCAN­SO (ou sábado). para as vossas almas.” (Mateus 11:28,29).

A palavra “descanso” em hebraico é “SHABATH”, e em Grego é “ANAPAUSSIN”, que também significa “REFRIGÉRIO”.

Não é glorioso?

Extraído do livro: E a Bíblia Não Diz 

Portal Padom

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗