Momento de tragédia em culto na Tanzânia

Pelo menos 20 pessoas morreram e outras 16 ficaram feridas durante um culto evangélico ao ar livre na Tanzânia, entre os mortos estão 5 crianças.

Centenas de fiéis, estavam participando de um culto pentecostal em um estádio na cidade de Moshi, nordeste da Tanzânia, na noite de sábado (01), quando o incidente ocorreu.

O comissário distrital de Moshi, Kippi Warioba, explicou que a tragédia ocorreu quando os participantes do culto religioso correram para serem ungidos com óleo abençoado, que também é conhecido pelos evangélicos como “óleo ungido”.

O presidente da Tanzânia, John Magufuli, enviou suas condolências e pediu maior segurança em eventos tão grandes.

O culto era realizado pelo pastor Boniface Mwamposa, que se refere a si mesmo como “o apóstolo”. Os sobreviventes disseram que Mwamposa disse aos fiéis que estavam reunidos, que eles deveriam passar por um local do estádio, onde o “óleo abençoado” foi derramado no chão.

A multidão correu para a frente para tentar pisar no óleo na esperança de ser curada de doenças e alcançar a prosperidade.

Peter Kilewo, que compareceu ao culto, descreveu a cena como “horrível”, dizendo à agência de notícias AFP que as pessoas “foram pisoteadas sem piedade, empurrando-se com cotovelos”.

Ele descreveu a cena dizendo que: “Era como se o pregador tivesse jogado pacotes de dólares no chão” e que as pessoas estavam ansiosas para pegar.

Warioba disse que as autoridades estão investigando se mais vítimas foram levadas a outras clínicas, centros de saúde e hospitais. “O incidente ocorreu à noite e havia muitas pessoas, então existe a possibilidade de que mais vítimas possam surgir. Estamos avaliando a situação”, disse ele à Reuters.

Pregadores da Prosperidade na África prometem tirar as pessoas da pobreza e curas milagrosas

Houve um aumento no número de pastores que afirmam que podem realizar “curas milagrosas” e erradicar a pobreza na África nos últimos anos. Pregadores que espalham o que chamam de “evangelho da prosperidade” têm se envolvido em esquemas financeiros e esquemas de lavagem de dinheiro, além de outras dificuldades.

Milhares de pessoas no país de 55 milhões de habitantes se reúnem nas igrejas pentecostais, cuja principal fonte de renda é o “dízimo”, os 10% ou mais de sua renda que os fiéis devem contribuir.

Pregador é preso após tumulto em culto onde 20 pessoas morreram

As agências de notícias informaram que o pastor Mwamposa, deixou o local após o acidente, indo a cidade de Dar es Salaam, sob a desculpa de que estaria realizando outro culto em uma filial de sua igreja, em vez de atender aqueles que ficaram feridos durante a tragédia.

No entanto o ministro do Interior, George Simbachawen, disse que o pregador foi preso momentos depois, no entanto as acusações contra ele não foram reveladas de imediato.

Simbachawen acusou a igreja de não tomar precauções suficientes e de violar os termos de sua permissão para a reunião, que decorreu duas horas depois do planejado. Ele também disse que o governo reforçaria os requisitos necessários para se registrar como igreja.

A polícia disse ainda que uma minuciosa investigação esta em andamento.

Deixe sua opinião

WhatsApp
Entre e receba as notícias e artigos do dia