Batismo Rio Jordão - imagem ilustrativa

Mais de 20.000 pessoas participaram recentemente das cerimônias de batismo em Qasr al-Yahud, o local nas margens do rio Jordão, onde, segundo a tradição cristã, Jesus foi batizado por João Batista, informou atraves de um comunicado o coordenador de atividades governamentais nos territórios (COGAT).

Várias cerimônias ocorreram no sábado e domingo, sob a proteção das Forças Armadas Israelenses e da Polícia de Israel e sob os auspícios do COGAT e da Autoridade de Natureza e Parques de Israel, que administram o local, disse o Gabinete do Porta-Voz do COGAT.

Qasr al-Yahud (“o Castelo dos Judeus”) está localizado na Cisjordânia a cerca de 40 km ao leste de Jerusalém, na fronteira com o Jordão. É um dos locais mais sagrados do mundo cristão e abriga oito denominações da igreja.

Desde o início de janeiro, cinco denominações da igreja realizam cerimônias batismais para celebrar o festival da Epifania.

No sábado, Teófilos III, patriarca da Igreja Ortodoxa de Jerusalém, guiou a procissão que levava à cerimônia. Foi aberta por uma recepção com a presença do chefe da Administração Civil Brig.-Gen. Ghassan Alyan e Coordenação Distrital de Jericó e Chefe de Administração de Ligação, Tenente-Coronel. Eran Gross.

As comunidades ortodoxa grega e eritreia também realizaram seus serviços no mesmo dia. No domingo, as seitas siríacas e etíopes organizaram as suas, elevando o número total de pessoas que visitavam Qasr al-Yahud nos últimos dias para 20.000.

“Nesta época do ano, desejamos cumprimentar membros da religião cristã por ocasião de suas cerimônias de batismo”, disse Gross no comunicado.

“A Administração Civil fez um grande esforço para se preparar para essas importantes cerimônias, como parte de seu programa para preservar a liberdade de religião e o culto a todas as denominações cristãs”, disse ele. “Graças às cerimônias, vemos um aumento acentuado do turismo, além de um impulso à economia, pelo qual sou grato.

“Nesta ocasião, eu gostaria de desejar a todos os membros da comunidade cristã boas festas”, disse Gross. Cerimônias adicionais organizadas pelas comunidades copta e armênia estão agendadas para o final de janeiro.

Deixe sua opinião