"Eu sou um mórmon" os anúncios são exibidos em Nova York nos metrô da cidade como parte de uma campanha que começou em junho de 2011. (© 2011 Intellectual Reserve, Inc.)

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias lançará uma campanha na próxima semana em dezenas de cidades dos EUA, incluindo Denver, para ajudar os americanos a compreender melhor os mórmons.

"Eu sou um mórmon" os anúncios são exibidos em Nova York nos metrô da cidade como parte de uma campanha que começou em junho de 2011. (© 2011 Intellectual Reserve, Inc.)

Comerciais em  televisão, outdoors, anúncios em ônibus, promoções na Internet e outros meios de comunicação vão oferecer um vislumbre da vida dos mórmons, os oficiais da igreja querem,  corrigir as  concepções errôneas sobre os ensinamentos da Igreja e suas práticas.

Com inicio na próxima semana,  em Denver,  estenderá a  San Antonio e Austin, no Texas; Atlanta, Phoenix; Spokane e Seattle-Tacoma, em Washington; Omaha e Lincoln-Hastings em Nebraska, e Indianapolis, Fort Wayne e South Bend em Indiana.

Uma campanha semelhante a essa começou em Nova York em junho passado.

Anúncios serão veiculados até fevereiro em Denver e ao longo da Front Range, onde existem cerca de 100.000 Mórmons em 200 congregações, de acordo com registros da igreja.

O mormonismo é considerado um possível fator na nomeação de um candidato presidencial republicano de 2012, de acordo com as pesquisas de alguns especialistas. Dois homens na disputa – GOVS ex. Mitt Romney de Massachusetts e Jon Huntsman de Utah  são membros da Igreja Mórmon.

“A campanha ‘eu sou um mórmon’ não tem nenhuma relação com a política atual”, disse o porta-voz Eric Hawkins em entrevista por telefone da sede da igreja em Salt Lake City. “Somos gratos pela oportunidade de participarmos  dos debate  nacional, mas a igreja é… Politicamente neutra”.

A posição oficial da igreja não garante promover ou opor-se a candidatos, partidos ou plataformas.  Apenas atuam sobre certas questões, como  em que os  Mórmons em 2008  apoiaram a Proposta 8 na Califórnia para proibir o casamento do mesmo sexo.

Fonte: Portal Padom

Deixe sua opinião