JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

justin-rigaliArcebispo critica duramente liberação de recursos federais para pesquisas com embriões humanos nos EUA.

O presidente do Comitê para Atividades Pró-Vida da Conferência Episcopal dos Estados Unidos, cardeal Justin Rigali, criticou duramente a última ordem executiva do presidente Barack Obama, que permitirá usar fundos federais, procedentes dos impostos, para a pesquisa com células-tronco embrionárias. A medida representa uma mudança total em relação ao governo de seu antecessor, George W.Bush, que havia congelado o investimentos de recursos públicos nesta área. Rigali, que é arcebispo da Filadélfia, afirma que a decisão de Obama é uma “triste vitória da política sobre a ciência e a ética”.

Em comunicado, o religioso diz que a ação governamental é “moralmente equivocada”: “Essas pesquisas promovem a destruição de vidas inocentes, tratando seres humanos vulneráveis como meros produtos a serem armazenados”. Rigali lembra que “milhões de contribuintes americanos”, cujos impostos serão carreados para os estudos, opõe-se às pesquisas que “requerem a eliminação de seres humanos”. Poucos dias antes de sua posse, em 20 de janeiro deste ano, Obama recebeu uma carta do cardeal Francis George, presidente da Conferência Episcopal, pedindo que o presidente não tomasse essa decisão. Entre outros argumentos, George disse que as células-tronco obtidas de tecidos de adultos e de cordões umbilicais também têm grande potencial e versatilidade, substituindo com vantagens as obtidas de embriões.

(Fonte: Zenit)

Deixe sua opinião